Hamilton vence na Hungria e dispara no campeonato. Vettel é o 2º e Kimi o 3º

Para passar umas férias tranquilas. Em um domingo de passeio sob forte calor em Budapeste, Lewis Hamilton teve pouco trabalho contra o seu principal rival na luta pelo titulo da temporada, Sebastian Vettel. Em uma corrida sem sustos, o britânico venceu o Grande Premio da Hungria, e ampliou a vantagem na luta pelo campeonato.

Largada limpa e sem incidentes

Procurando defender a vantagem de ter os seus dois carros na primeira fila, a largada foi o momento chave para os carros da Mercedes que tiveram que se desdobrar para se manter a frente dos carros da Ferrari. Pior para Valtteri Bottas que teve de fazer o ‘trabalho sujo’ e se manter a frente de Raikkonen, que abriu passagem na curva três para Sebastian Vettel que assumiu a terceira posição da prova. Mais atrás, alguns toques entre os pilotos aconteceram em um traçado estreito do circuito de Hungaroring, mas sem grandes incidências.

Com Bottas segurando o ritmo na segunda posição, Hamilton dispara na ponta da corrida

Com a missão de segurar o ímpeto dos carros da Ferrari, Valtteri Bottas tratou de manter um ritmo de corrida conservador, a fim de proporcionar uma corrida tranquila para o seu companheiro de equipe Lewis Hamilton. Nisso, nas primeiras voltas Hamilton tratou de disparar na ponta logo nas primeiras voltas, deixando Bottas controlar os carros da Ferrari. Ainda assim, com pneus macios, Vettel não conseguia uma aproximação que permitisse um ataque direto a Bottas, onde a diferença por vezes girava na casa dos 2s.

Entre os ponteiros, Kimi é o primeiro a parar nos boxes

Para tentar mexer na dança das cadeiras na ponta da corrida, o primeiro a entrar nos boxes foi o Kimi Raikkonen pouco depois da 15ª volta da prova. O efeito imediato dessa ação foi que logo em seguida a Mercedes tratou de chamar Bottas para os pits, abrindo o caminho para Vettel entrar em duelo direto contra Hamilton.

Corrida com diversas manobras de ultrapassagem entre os pilotos do meio do pelotão

Ao contrario dos ponteiros da corrida, os pilotos que estavam no meio do grid proporcionaram uma corrida com diversas manobras de ultrapassagem, contrariando um pouco o histórico do circuito da Hungria de não proporcionar pontos para manobras. Nisso, destaque para Daniel Ricciardo que foi um dos pilotos que escalaram o pelotão de carros ao longo da prova.

Daniel Ricciardo é o destaque da corrida

Largando na 12ª posição, após um treino classificatório ruim no sábado, onde sequer conseguiu chegar ao Q3, o domingo reservou uma prova de recuperação para o australiano da Red Bull, Daniel Ricciardo. Com um carro bem acertado para a corrida, o Ricciardo veio desde as primeiras voltas escalando o pelotão de carros. Largando com pneus macios a estratégia de corrida que contemplava apenas uma parada nos boxes, levou o australiano aos pits na 45ª volta da prova, retornando a pista com pneus ultramacios. Nisso, nas voltas finais, protagonizou um belo duelo contra um Valtteri Bottas com o carro avariado por conta de uma disputa intensa contra os carros da Ferrari, e com a asa dianteira danificada, após um toque em Sebastian Vettel, o finlandês da Mercedes acabou sendo presa fácil para australiano. Ainda assim, Ricciardo precisou tentar a manobra de ultrapassagem por duas vezes sobre Bottas, onde aconteceu um toque entre os carros. Mesmo assim, Daniel conseguiu terminar a prova na quarta posição, o que acabou sendo um premio para o piloto que acabou sendo escolhido como o ‘piloto do dia’ em votação dos internautas que acompanharam a prova.

Vettel luta e consegue terminar a prova em segundo lugar

Quem teve trabalho durante o domingo foi Sebastian Vettel. Largando na quarta posição ele sabia que teria de tentar algo diferente na sua estratégia de corrida para tentar surpreender Lewis Hamilton. Nisso, Vettel foi o único entre os quatro primeiros da prova a largar com pneus macios, diferente de Hamilton, Bottas e Raikkonen que largaram com pneus ultramacios. Desta forma, o tetracampeão mundial optou por uma estratégia de prova que o mantesse pelo maior numero de voltas possíveis na pista, para tentar com apenas uma parada de boxes surpreender as Mercedes. A estratégia acabou não funcionando, quando na 40ª volta ao parar nos pits, a roda dianteira esquerda de Vettel demorou para ser afixada, o que faz com que Vettel perdesse tempo nos boxes, voltando à pista atrás da Mercedes de Bottas. A partir desse momento, Sebastian Vettel acabou sendo limitado pelo ritmo de Bottas, enquanto Hamilton ampliava ainda mais a sua diferença. Por fim, faltando pouco menos de dez voltas para o final da prova, Vettel em uma manobra corajosa deu o bote sobre Bottas na curva dois, ultrapassando o finlandês e assim assumindo a segunda posição. A manobra rendeu uma avaria na asa dianteira da Mercedes de Bottas, e que por sorte não furou o pneu de Vettel que seguiu sendo ‘escoltado’ até a bandeirada final por Kimi Raikkoenen, que se aproveitou do incidente e terminou a corrida no pódio.

Sem sustos, Hamilton vence e amplia a vantagem no campeonato

Quem vai para as férias de verão na Europa com a cabeça tranquila é o britânico Lewis Hamilton. Em um domingo em que foi soberano no lendário circuito de Hungaroring, Hamilton foi ajudado por Bottas no inicio de prova quando foi decisivo para conter o ímpeto dos carros da Ferrari, que ao longo do final de semana se mostraram superiores as flechas de prata nos treinos livres de sexta e sábado. Assim, com uma estratégia de corrida com apenas uma parada nos boxes, o britânico teve que gerenciar o seu ritmo de corrida e o desgaste de pneus na segunda parte da prova, e cruzou a linha de chegada com 17s de vantagem sobre Vettel, conquistando assim a sua quinta vitoria no ano.

A vitoria deste domingo é a de numero 67 na carreira de Hamilton, que agora amplia a sua vantagem para Vettel no campeonato, o britânico soma 213 pontos contra 189 de Vettel. A Fórmula 1 que agora terá no mês de agosto o seu tradicional período de férias de verão, e terá uma pausa de 29 dias e retorna no próximo dia 26 de agosto no Grande Premio da Bélgica no lendário circuito de Spa-Francorchamps.

Confira abaixo resultado final do GP da Hungria:

Adicionar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *