Debaixo de chuva, Hamilton brilha e crava a pole na Hungria com Bottas em 2º. Vettel é o 4º

Quando a estrela brilha. Em uma sessão de classificação com diversas alterações climáticas e de condições de pista, talvez neste sábado o treino classificatório no lendário circuito de Hungaroring tenha sido o mais imprevisível na temporada até o momento. Nisso, debaixo de chuva brilhou a estrela de Lewis Hamilton e que pela 77ª vez na carreira, vai largar na pole position para o Grande Premio da Hungria.

Q1 agitado faz equipes e pilotos trabalharem ao extremo para seguir na classificação

Faltando pouco mais de 15 minutos para o inicio do treino classificatório, uma forte chuva caiu sobre o autódromo de Hungaroring, o que obrigou os pilotos a começar a primeira parte do treino classificatório com pneus intermediários. Nisso, o primeiro a cravar volta rápida foi Sebastian Vettel, que logo em seguida relatou no radio que a pista estava secando rápido, onde vários pilotos optaram por colocar pneus para pista seca, com a maioria dos carros usando pneus ultramacios. A partir desse momento uma intensa troca de posições entre os pilotos, que chegou a colocar carros como Vettel e Ricciardo na zona de eliminação do Q1. Nesse momento, os dois pilotos se mantiveram por mais tempo na pista para se garantir no Q2, onde quem acabou a sessão com o melhor tempo foi Sebastian Vettel, seguido por Max Verstappen em segundo. Entre os eliminados o destaque negativo foi para o monegasco Charles Leclerc, que após oito corridas largando a frente de seu companheiro Marcus Ericsson, desta vez teve de amargar a eliminação na primeira parte do treino, enquanto seu Ericsson ficou com a ultima vaga entre os classificados.

Eliminados no Q1

16º STOFFEL VANDOORNE (McLAREN)

17º CHARLES LECLERC (SAUBER)

18º ESTEBAN OCON (FORCE INDIA)

19º SERGIO PEREZ (FORCE INDIA)

20º SERGEY SIROTKIN (WILLIAMS)

Chuva retorna no Q2 e tem eliminação de Daniel Ricciardo e Fernando Alonso

A segunda parte do treino começou com o retorno da chuva, onde alguns pilotos ainda se arriscaram com pneus slicks nos minutos iniciais, com apenas Sebastian Vettel indo à pista com pneus intermediários. A jogada do alemão da Ferrari acabou dando certo uma vez que nenhum dos pilotos que arriscaram com pneus para pista seca conseguiram completar a volta com a chuva intensa que caiu sobre o terceiro setor do circuito. Nisso, melhor para Vettel que permaneceu na pista e assim se garantiu no Q3, deixando a encrenca para quem teve de retornar aos boxes e trocar para pneus para pista molhada. A partir disso uma grande loteria foi estabelecida para formar os pilotos que avançariam para a ultima parte do treino. Destaque para os carros da Toro Roso, que colocou seus dois carros na ultima parte do treino pela primeira vez na temporada, junto com os carros da Haas que seguem em uma temporada de regularidade, dentro das possibilidades da equipe. Pior para Daniel Ricciardo, que acabou sendo prejudicado com o aumento da intensidade da chuva, e não conseguiu melhorar seu tempo de volta e vai largar na 12ª posição, ao lado de Fernando Alonso que também sofreu com as dificuldades na pista molhada.

Eliminados no Q2

11º FERNANDO ALONSO (McLAREN)

12º DANIEL RICCIARDO (RBR)

13º NICO HULKENBERG (RENAULT)

14º MARCUS ERICSSON (SAUBER)

15º LANCE STROLL (WILLIAMS)

Hamilton supera Bottas no fim e crava a pole debaixo de chuva na Hungria

Em um campeonato de regularidade e igualdade entre Mercedes e Ferrari, qualquer fator que venha a favorecer qualquer uma das duas equipes postulantes ao titulo deve ser muito bem aproveitado. Em um final de semana onde a chuva ainda não havia dado as caras, onde com a pista a seca a Ferrari já demonstrou certa superioridade sobre a Mercedes, tendo dominado as sessões de treinos livres junto com a Red Bull. Mas com a mudança de condição climática, a Mercedes conseguiu inverter o jogo, e com a pista molhada, aliada ao talento de seus pilotos, dominou a ultima parte do treino.

Ainda assim, a Ferrari também mostrou sua força com Kimi Raikkonen, quando o piloto finlandês conseguiu desbancar Hamilton a pouco mais de 3 minutos para o final do Q3. Nisso, a ultima tentativa dos principais protagonistas da temporada reservou mais um duelo entre Mercedes e Ferrari. Melhor para os carros da Mercedes que dominaram os carros da Ferrari na chuva que se intensificou ainda mais nos final do Q3. Com o cronometro zerado, Valtteri Bottas cravou o melhor tempo, mas mais uma vez na temporada, brilhou a estrela do tetracampeão mundial Lewis Hamilton, detonou seu companheiro de equipe com o tempo de 1m35s658, quase três décimos a frente de Bottas, colocando as flechas de prata na primeira fila do grid para a corrida de domingo.

Esta é a pole de numero 77 na carreira de Hamilton, que larga neste domingo para ampliar a vantagem sobre Sebastian Vettel no campeonato em um traçado onde o britânico é o recordista de vitórias na Hungria com cinco triunfos na carreira. O Grande Premio da Hungria acontece neste domingo, e a largada para as 70 voltas nos 4.381 km do lendário circuito de Hungoring, que recebe a Fórmula 1 desde 1986, está marcada para as 10h10min, pelo horário de Brasília.

Confira abaixo o grid completo para o GP da Hungria:

Adicionar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *