Vettel bate, Hamilton se recupera e vence o GP da Alemanha. Bottas é o 2º e Kimi o 3º

Uma corrida maluca com resultado improvável. Em uma prova onde tudo parecia caminhar para uma vitoria fácil de Sebastian Vettel, o imponderável apareceu e proporcionou um resultado que no inicio da prova parecia pouco provável. Numa corrida repleta de alternativas, aliado a sorte e talento, Lewis Hamilton venceu o Grande Premio da Alemanha e de quebra reassume a liderança do campeonato.

Largada limpa e sem incidentes

Procurando defender a vantagem de largar na posição nobre do grid, Sebastian Vettel pulou na frente de Valtteri Bottas se mantendo assim na ponta da corrida. Na segunda fila, Kimi Raikkonen teve de se desdobrar para se manter na terceira posição, após diversos ataques de Max Verstappen, todos eles sem sucesso. No meio do grid, destaque para Lewis Hamilton que largou na 14ª posição e procurou ser cauteloso na primeira volta para não se envolver em alguma confusão. Nisso, ele ainda perdeu uma posição, mas logo em seguida começava a sua escalada por posições na prova.

Vettel abre vantagem enquanto Hamilton escala o pelotão de carros

Logo nas primeiras voltas, a Ferrari de Sebastian Vettel tratou de disparar na liderança e não dar chances a Bottas que vinha na segunda posição. Mais atrás, Kimi Raikkonen já encontrava uma distancia segura em relação a Max Verstappen, que não conseguiu acompanhar o ritmo forte de Mercedes e Ferrari na ponta da corrida. Mais atrás, vindo do meio do pelotão, Lewis Hamilton escalava o pelotão de carros, com certa facilidade, em um traçado que permitia as manobras de ultrapassagem. Já na quarta volta da corrida, o britânico chegava à zona de pontuação, na décima posição.

Ferrari tenta surpreender Mercedes antecipando parada de Kimi Raikkonen

Temendo um avanço de Hamilton, a Ferrari resolveu arriscas e chamou Kimi Raikkonen na 15ª volta da prova para a sua primeira parada nos boxes. O piloto finlandês retornou a pista na quarta posição, logo a frente de Hamilton que estava em franca ascensão na prova, numa tentativa de mudar a sua estratégia de corrida e também atrapalhar o avanço do britânico.

Estratégia da Ferrari não funciona e Vettel volta atrás de Raikkonen após pits

Onze voltas depois foi a vez de Sebastian Vettel parar nos boxes e fazer o seu pit stop. A parada do piloto alemão em termos gerais acabou sendo boa, mas na pista com um bom ritmo de corrida, Kimi Raikkonen tomou a posição de Vettel, tão logo que o alemão retornou a pista, tendo Hamilton logo atrás. Nisso, na sequencia, com a parada de Valtteri Bottas e Max Verstappen, Kimi Raikkonen assumiu a liderança da prova com Vettel em segundo, estabelecendo assim uma batalha no rádio de equipe para que Kimi cedesse a posição de pista para Vettel, o que aconteceu voltas depois.

Chuva chega na volta 45 e muda os rumos da prova

Após recuperar a liderança da prova, Sebastian Vettel parecia rumar para uma vitória tranquila em casa. Parecia. Tudo porque desde o inicio da corrida nuvens carregadas ao redor do circuito de Hockenheim indicavam a possibilidade de 60% de chance de chuva durante a prova, o que se confirmou na volta 45, quando a chuva chegou com força na curva seis, o que causou uma movimentação intensa nos boxes, com alguns carros já apostando na continuidade de chuva. Pior para os carros da Sauber e da Toro Roso que apostaram em compostos de pneus para pista molhada. Ao mesmo tempo, quem ficou na pista teve que desdobrar para se manter no traçado úmido, com algumas escapadas de pista de alguns pilotos.

Vettel erra sozinho na pista molhada, bate, e abandona a prova

Na volta 53 o fato que decidiu a corrida, aconteceu ainda meio ao cenário de pista escorregadia, quando Sebastian Vettel na curva do estádio escapou sozinho e acabou batendo na barreira de pneus quando liderava a prova com quase 8s de vantagem sobre Bottas. O alemão da Ferrari teve de abandonar a prova, e viu toda a sua vantagem no campeonato ruir, uma vez que naquela altura da prova, Hamilton estava na terceira posição. O incidente com Vettel também ocasionou a entrada do Safety Car, o que gerou uma corrida aos boxes por parte de alguns pilotos, como Bottas e Raikkonen. Foi o momento em que Hamilton arriscou tudo e foi parar na liderança da prova.

Em corrida maluca, Hamilton se segura na ponta e vence o GP da Alemanha

Após o abandono de Vettel, Valtteri Bottas e Kimi Raikkonen correram aos pits para colocar pneus novos, e quando se esperava que eles retornassem a pista com pneus intermediários, eles também arriscaram tudo e voltaram com compostos de pneus ultramacios, mesmo com a pista escorregadia em alguns pontos. Mas quem arriscou tudo de fato foi o britânico Lewis Hamilton. Largando na 14ª posição, após um sábado onde o seu carro com um problema hidráulico o deixou a pé, ainda no Q1, a corrida neste domingo seria para Hamilton a possibilidade de ‘salvar’ alguns pontos no campeonato diante de uma iminente vitória de Vettel.

Mas o britânico tetracampeão mundial pode-se dizer que teve um domingo onde a sorte aliado ao seu talento para guiar em pista molhada, foi o fator decisivo para a vitória surpreendente. Apostando na estratégia de largar com pneus macios, Hamilton atrasou ao máximo a sua ida aos boxes, quando na volta 42 ele entrou nos pits e colocou pneus ultramacios. Nisso, nem a chuva que levou vários pilotos aos boxes a optar até por pneus de chuva, precipitou Hamilton, que chegou a desistir de uma parada nos boxes para se manter na pista, foi ousado e ainda teve de se defender de uma investida final de Valtteri Bottas, e assim venceu o Grande Premio da Alemanha. A vitória de numero 66 na carreira de Hamilton, devolve a liderança do mundial para o britânico que após o abandono de Vettel abriu uma vantagem de 17 pontos (188 a 171), faltando nove corridas para o final da temporada. A Fórmula 1 que já faz as suas malas e segue para a Budapeste, onde já no próximo final de semana, chega a sua ultima etapa antes das férias de agosto, no Grande Premio da Hungria.

Confira abaixo o resultado final do GP da Alemanha:

Adicionar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *