Mercedes quebra e Red Bull vence na Áustria com Verstappen. Vettel é 3º e recupera a liderança no campeonato

Um resultado surpreendente. Em uma corrida que tinha tudo para ser uma festa da Mercedes, que largou com os seus dois carros na primeira fila, a escuderia alemã pela primeira vez no ano foi traída por falhas que não são comuns em seus carros. Nisso, melhor para a Red Bull que se aproveitou das falhas da Mercedes e venceu pela primeira vez correndo em casa o GP da Áustria com Max Verstappen.

Largada limpa com Kimi Raikkonen tentando o bote em cima das Mercedes

Na tentativa de manter a vantagem de largar na pole position, o finlandês Valtteri Bottas viu suas chances se esvaírem antes mesmo da primeira curva quando Hamilton e Raikkonen que largou na segunda fila, colocar a sua Ferrari entre os carros da Mercedes, onde os três carros dividiram espaço na primeira curva. Nisso, Hamilton ainda teve que se desdobrar para conter os avanços de Kimi, que acabou escapando da pista na curva três. Melhor para Max Verstappen que assumiu a segunda posição da prova após a escapada de Raikkonen. Mais atrás com uma recuperação surpreendente após ser superado na largada, Bottas com uma manobra por fora, recuperou a segunda posição após passar Raikkonen e Verstappen.

Corrida começa com Hamilton disparando na liderança nas primeiras voltas

Mesmo com a presença de Bottas na segunda posição, Lewis Hamilton começou a prova impondo um forte ritmo de prova, colocando mais de 2s antes mesmo da terceira volta. Quem tentava se recuperar mais atrás era Sebastian Vettel que lutava contra os dois carros da equipe Haas pela sexta posição.

Rumos da prova começam a mudar na volta 14

Em uma prova que tinha tudo para ser de domínio amplo da Mercedes, começou a mudar quando o cambio da Mercedes de Valtteri Bottas, traiu o finlandês na 14ª volta da corrida, obrigando Bottas a abandonar a corrida. Nisso, foi acionado o Safety Car Virtual onde rapidamente Red Bull e Ferrari chamaram seus carros para os boxes em uma mudança de estratégia na corrida, o que pegou a Mercedes de Hamilton de surpresa, que já havia passado pela reta dos boxes enquanto seus rivais pararam e retornaram a pista com pneus macios, indicando que não iriam mais parar nos boxes, enquanto Hamilton que ficou na pista estava com pneus desgastados e com vantagem insuficiente para entrar nos pits e voltar na liderança da corrida. O que aconteceu na volta 26, quando o britânico fez a sua parada nos boxes e voltou à pista na quarta posição.

No dia do aniversario, Daniel Ricciardo tem domingo para esquecer

No dia em que completa 29 anos, o australiano da Red Bull Daniel Ricciardo não teve um dia positivo em Spielberg. Largando na segunda fila, Ricciardo bem que tentou acompanhar o ritmo do seu companheiro de equipe, mas sofreu com o aparecimento de bolhas no pneu traseiro esquerdo, o que obrigou Ricciardo a fazer uma parada a mais nos boxes. Ainda assim ao retornar a pista o piloto australiano não conseguiu manter um ritmo de corrida que o colocasse em condições de brigar por posições. Mas a ‘cereja’ no bolo de azar de Ricciardo veio na 54ª volta quando o motor Renault da sua RBR entregou os pontos, obrigando Daniel e abandonar a corrida.

Hamilton fica pelo caminho e vê a liderança no mundial passar para Vettel

Para quem dominou praticamente todas as ações na Áustria neste final de semana, poucos imaginariam que a Mercedes não terminaria a corrida. Mas se tratando de corrida de automóveis, de fato tudo pode acontecer, inclusive falhas. E as falhas da Mercedes neste domingo não foram poucas, a primeira delas foi deixar Hamilton na pista no exato momento em que o Safety Car Virtual foi acionado, quando seus rivais foram rápidos e mudaram de estratégia de corrida. Nisso a escuderia alemã não respondeu de imediato seus rivais. Mais tarde, quando Hamilton parou nos boxes a Mercedes devolveu Hamilton com os mesmos compostos de pneus de Red Bull e Ferrari e atrás desses carros, o que dificultou uma recuperação do britânico em pista. Para completar o domingo negativo de Hamilton na volta 64, quando se encaminhava para terminar a corrida na quarta posição, o motor Mercedes que raramente falha, deixou o britânico a pé, e assim viu a sua vantagem no campeonato para Vettel sumir, o que fez Hamilton deixar Spielberg um ponto atrás do alemão da Ferrari na luta pelo titulo da temporada.

Terceiro lugar na Áustria devolve liderança do campeonato para Vettel

Quem saiu no lucro da Áustria foi Sebastian Vettel. Largando na sexta posição após uma punição no grid, Vettel teve inúmeras dificuldades ao longo de um final de semana em que viu a Mercedes soberana em alguns momentos. Nisso, ao ver Bottas, Hamilton e Ricciardo ficarem pelo caminho, o alemão da Ferrari não tentou atacar Kimi Raikkonen na luta pela segunda posição, e com o terceiro lugar recuperou a liderança no mundial de pilotos.

Destaque da prova vai para a equipe Haas

Em uma grande exibição de seus pilotos a equipe Haas, que para muitos é a equipe mais evoluiu nessa temporada, conseguiu colocar os seus carros entre os seis primeiros na corrida. Com uma corrida consistente e se aproveitando das falhas dos lideres da prova, o quarto lugar de Romain Grosjean e o quinto lugar de Kevin Magnussen foi um premio para uma equipe que só não pontuou mais na temporada por conta de erros tanto de estratégia de corrida como em provas onde o carro não foi consistente.

Verstappen se aproveita de erro da Mercedes e vence o GP da Áustria

Correndo praticamente em casa, Max Verstappen teve neste domingo no Grande Premio da Áustria, a sua torcida em peso, uma vez que a Fórmula 1 não conta com a Holanda dentro do calendário desde o final dos anos 1970. Nisso, o GP em Spielberg é um dos mais próximos para os torcedores holandeses poderem acompanhar o seu jovem prodígio. Nisso, se aproveitando de uma mudança de estratégia e um erro crasso da Mercedes ao manter Hamilton na pista, Verstappen cruzou a linha de chegada com pouco mais de 1s sobre Kimi Raikkonen, para festa da Red Bull que faz do circuito e Spielberg a sua casa. Essa é a quarta vitória na carreira de Max Verstappen, em um campeonato com diversas reviravoltas, e que agora tem Sebastian Vettel na liderança do campeonato (146 a 145). A Fórmula 1 que retoma os trabalhos já no próximo final de semana com o Grande Premio da Inglaterra, em um mês de julho que contará com quatro corridas no calendário antes das férias de verão.

Confira abaixo o resultado final do GP da Áustria:

Adicionar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *