De ponta a ponta, Hamilton domina, vence na França e recupera a liderança do campeonato. Vettel é 5º

Um passeio na costa azul. Em um domingo de reencontro da maior categoria do automobilismo mundial com a França após dez anos fora do calendário, o lendário circuito de Paul Ricard que também retornou a Fórmula 1 após 28 anos, presenciou um passeio de ponta a ponta de Lewis Hamilton, que assim venceu o Grande Premio da França.

Largada limpa com incidente na primeira curva envolvendo Vettel e Bottas

O novo traçado do circuito de Paul Ricard, a longa distancia entre o grid de largada e a primeira curva, protagonizou um duelo entre a Ferrari de Sebastian Vettel contra os dois carros da Mercedes de Lewis Hamilton que largou na pole position, a de número 75 na carreira, ao lado do seu parceiro de equipe, Valtteri Bottas. Nisso, tão logo se apagaram as luzes vermelhas, os carros da Mercedes se posicionaram a fim de bloquear qualquer ação de Vettel que largou em terceiro.

Azar de Bottas que ao contornar a primeira curva foi atingido pela Ferrari de Vettel que não conseguiu segurar o carro na primeira curva e acertou em cheio a Mercedes do finlandês. O incidente causou danos nos dois carros, Vettel teve a sua asa dianteira quebrada, e Bottas com um pneu furado foram obrigados a retornar aos boxes para reparos em seus carros. O incidente também custou a Vettel uma punição de cinco segundos após investigação dos comissários de prova que consideraram o alemão culpado pelo ocorrido na primeira curva. Ainda na primeira volta outro incidente envolvendo os pilotos franceses Pierre Gasly da Toro Roso, e Esteban Ocon da Force, que acabaram se chocando ainda na primeira volta, e ambos acabaram ficando fora da prova ainda na primeira volta. O acidente acabou ocasionando a entrada do carro de segurança.

Corrida é retomada na quinta volta e Hamilton dispara na ponta

Sem as presenças de Bottas e Vettel que foram para o fundo do pelotão de carros após o incidente na primeira curva, Lewis Hamilton disparou na ponta após a saída do carro de segurança na quinta volta da prova. Em pouco tempo a vantagem sobre Max Verstappen já passava dos 3s. Na terceira posição, uma surpreendente Renault com Carlos Sainz se desdobrava para se manter a frente de Daniel Ricciardo e Kimi Raikkonen. No final do grid, Sebastian Vettel já começava a escalar o pelotão de carros na tentativa de descontar o prejuízo após o inicio ruim de prova.

Novo traçado de Paul Ricard favoreceu ultrapassagens

Em uma nova configuração do lendário circuito de Paul Ricard, em Le Castellet, o novo traçado francês aumentou em quase 2 km em relação à pista antiga que era utilizada pela Fórmula 1 na década de 80. Nisso, a corrida favoreceu as manobras de ultrapassagem dos pilotos. Destaque para Sebastian Vettel, que escalou o pelotão de carros após uma parada forçada ainda na primeira volta. Além disso, diversas disputas por posições também registraram manobras de ultrapassagem ao longo da prova.

Destaque da prova vai para Charles Leclerc

Em uma crescente na sua temporada de estreia e mostrando bons resultados até aqui, o monegasco Charles Leclerc da Sauber que já tem o seu nome especulado em uma possível ida para a Ferrari em 2019, no lugar de Kimi Raikkonen, fez neste domingo outra excelente corrida com a Sauber. Largando na oitava posição, Leclerc se aproveitou da confusão entre Vettel e Bottas na primeira curva, e chegou a andar na sexta posição da prova. Ainda assim, mesmo com todas as limitações da Sauber, o monegasco fez uma corrida exemplar e foi premiado com a décima posição e assim marcando mais um ponto na temporada, o que certamente aumentará a observação dos times que vem em Leclerc um piloto de grande potencial de futuro dentro da Fórmula 1.

Quinto lugar acaba como ‘premio de consolação’ para Vettel

Após o incidente na largada com Bottas, o GP da França para Sebastian Vettel foi uma corrida de recuperação na tentativa de salvar o maior numero de pontos em relação à luta pelo titulo da temporada. Ainda assim, mesmo com uma punição de 5s que o alemão cumpriu na segunda parada nos boxes, Vettel fez uma prova exemplar onde o quinto lugar acabou sendo um premio de consolação para o alemão, que ao final da prova, em um gesto elegante pediu desculpas a Valtteri Bottas pelo incidente no inicio da corrida que prejudicou a prova de ambos.

De ponta a ponta, Hamilton domina, vence na França e retoma liderança no campeonato

Em um domingo tranquilo para Lewis Hamilton, o GP da França foi quase que um evento protocolar para o britânico que dominou a prova do inicio ao fim. Ainda que beneficiado pelo incidente que envolveu Valtteri Bottas e Sebastian Vettel na primeira curva após a largada, Hamilton passou ileso do incidente e assim viu as duas maiores ameaças a sua vitória, ficarem pelo caminho ainda no inicio de prova. Nisso, em uma corrida em que não foi ameaçado pelos carros da Red Bull em nenhum momento, o triunfo em Paul Ricard o recoloca na liderança do mundial de pilotos com 14 pontos de vantagem sobre Vettel (145 a 131), fazendo desta a sua 65ª vitória na carreira, ficando apenas atrás de Michael Schumacher, o recordista absoluto de vitórias com 91 triunfos ao longo da carreira. A Fórmula 1 segue a sua parte europeia do calendário, e retorna no próximo final de semana, para a nona etapa da temporada no Grande Premio da Áustria no circuito de Spielberg.

Confira abaixo o resultado final do GP da França:

Adicionar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *