Ferrari mantém domínio e Vettel faz a pole na China com Kimi em 2º. Hamilton é o 4º

Mantendo a boa fase. Na busca pela terceira vitória na terceira corrida da temporada, a Ferrari parece ter encontrado o caminho para ser uma rival a altura de tirar o reinado que já dura quatro temporadas da Mercedes. Em um final de semana perfeito até o momento para a escuderia italiana, Sebastian Vettel superou Kimi Raikkonen no final, e assim ficou com a pole position para o Grande Premio da China.

Q1 elimina Williams, Sauber e Pierre Gasly

Com a maioria dos pilotos utilizando pneus ultramacios, a Ferrari dominou facilmente o começo do treino, com Vettel e Raikkonen fazendo os melhores tempos já na primeira série de tentativas. O alemão foi 0s3 melhor do que o companheiro de equipe, enquanto Bottas foi o terceiro, 0s7 mais lento do que Vettel, e Hamilton ficou 1s1 atrás. Com o avanço de Max Verstappen e Romain Grosjean nos minutos finais, o piloto inglês da Mercedes terminou a primeira parte do treino em sexto. No fim do pelotão, sobraram aqueles carros que hoje são de longe os mais lentos do grid. Pior para Williams e Sauber que foram eliminadas na primeira parte do treino, junto com a surpresa da última etapa no Bahrein. Pierre Gasly, da Toro Roso também acabou ficando de fora do Q2, sendo superado pelo seu companheiro de equipe Brendon Hartley, que seguiu para segunda parte do treino.

Com pneus macios, Mercedes reage no Q2, que tem McLaren entre os eliminados

Pensando em uma estratégia de corrida com um stint mais longo, os carros de Mercedes e Ferrari usaram da mesma estratégia e foram a pista com os pneus de faixa amarela, os pneus macios. Nisso, vantagem para a Mercedes que ficou na frente com Hamilton em primeiro e Bottas em segundo. Na seqüência, os carros da Ferrari de Kimi Raikkonen e Sebastian Vettel. Mas a grande disputa do Q2 foi para a definição das ultimas vagas para a super pole. Nisso, pior para os carros da McLaren que acabaram ficando de fora, assim, como a Force India de Esteban Ocon, e a Haas de Kevin Magnussen. Outro que foi eliminado foi a Toro Roso de Brendon Hartley.

Vettel supera Kimi no fim e crava a pole para o GP da China

Nem o mais otimista dos torcedores italianos imaginaria um inicio da temporada tão surpreendente em termos de performance dos carros da Ferrari em relação a Mercedes. A última parte do treino classificatório mostrou uma Ferrari muito superior quando esteve com os pneus ultramacios em relação a Mercedes. Nisso, se estabeleceu uma disputa entre Sebastian Vettel e Kimi Raikkonen, definida após a bandeirada final, com o cronometro já zerado. Com o tempo de 1m31s095, o alemão Sebastian Vettel superou Raikkonen, e ficou com a pole position e vai largar na frente do Grande Premio da China. A volta fantástica do alemão da Ferrari marcou o novo recorde da pista de Xangai e a 52ª pole na carreira da Vettel, que pode confirmar neste domingo um inicio da temporada dos sonhos com a possibilidade da terceira vitória nas três primeiras corrida do ano.

A dobradinha na primeira fila dos carros vermelhos, também quebrou o tabu, de duas corridas seguidas largando com seus dois carros na primeira fila do grid. Feito que não acontecia desde 2006, nos grandes prêmios da França e Estados Unidos, quando Michael Schumacher e Felipe Massa estavam a frente dos carros vermelhos. O Grande Premio da China acontece na madrugada de sábado para domingo, e a largada para as 56 voltas nos 5.451m do Circuito de Xangai, está marcada para as 03h10min, pelo horário de Brasília.

Confira o grid completo para o GP da China:

Adicionar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *