Vettel segura pressão de Bottas e vence no Bahrein. Hamilton se recupera e termina em 3º

Para confirmar a boa fase. Se restava dúvidas a cerca do bom inicio de temporada da Ferrari em especial com Sebastian Vettel, a noite de domingo no Bahrein foi de confirmação. Após suportar a pressão da Mercedes de Valtteri Bottas, o alemão da Ferrari venceu o Grande Premio do Bahrein, e agora abre vantagem na luta pelo campeonato.

Largada limpa e sem incidentes

Procurando defender a vantagem de largar na pole-position, Sebastian Vettel pulou na frente, mas viu seu companheiro de equipe, Kimi Raikkonen, ser superado pela Mercedes Valtteri Bottas que largou na terceira posição. Mais atrás, vindo da nona posição após ser punido com a perda de cinco posições no grid por conta da troca de cambio, Hamilton tentava se posicionar a fim de escalar o pelotão de carros e descontar o prejuízo em relação aos rivais.

Segunda volta marca o abandono dos dois carros da Red Bull

Se no GP da Austrália foi a equipe Haas que teve os seus dois carros abandonando a prova por conta de problemas em seus pit stops, desta vez foi a Red Bull que amargou o abandono de prova com os seus dois carros. Primeiro foi Max Verstappen, que após uma disputa com Lewis Hamilton, acabou tendo um pneu furado e teve abandonar a prova. Na mesma volta, um problema mecânico tirou Daniel Ricciardo da corrida, abreviando assim a participação da Red Bull na prova.

Corrida com mais de 80 ultrapassagens, foi a grande marca do GP do Bahrein

Em um traçado que favorecia as manobras de ultrapassagem, o Grande Premio do Bahrein foi marcado por diversas manobras dos pilotos. Nisso destaque para Hamilton que só em uma manobra, ainda nas voltas iniciais, ultrapassou três carros no final da reta dos boxes. Ao todo, somaram-se 80 ultrapassagens ao longo de 57 voltas da prova.

Momento dramático da prova foi protagonizado em pit stop de Kimi Raikkonen

Ao realizar a segunda parada nos boxes, uma manobra precipitada acabou pondo fim a corrida do finlandês Kimi Raikkonen. Ainda sem terminar o procedimento de troca de pneus, a escuderia italiana autorizou a saída de Raikkonen dos boxes, nisso, o finlandês acabou atropelando um de seus mecânicos que teve a perna quebrada e precisou passar um procedimento cirúrgico e passa bem. Sem condições de terminar a prova após o incidente, Raikkonen abandonou a prova.

Destaque positivo da prova vai para Pierre Gasly da Toro Roso

Largando da quinta posição, o piloto francês da Toro Roso, Pierre Gasly se aproveitou do incidente com Kimi Raikkonen e terminou a corrida na quarta posição após lutar contra os carros Haas, Renault e a McLaren de Fernando Alonso. O resultado foi muito comemorado pela escuderia italiana, que na sua historia tem uma vitória, conquistada no GP de Itália de 2010, com Sebastian Vettel.

Vettel suporta a pressão de Bottas nas voltas finais e vence o GP do Bahrein

Determinado a conquistar o seu segundo triunfo na temporada, a Ferrari por muito pouco não foi surpreendida pela estratégia da Mercedes, que contemplava uma parada de box a mais em seus carros. Nisso, Vettel se viu obrigado a se manter na pista com pneus macios por mais de trinta voltas, e com apenas uma parada nos boxes. Fato que fez com que o alemão da Ferrari tivesse que desdobrar para conter o ataque de Valtteri Bottas na última volta e assim conquistar a sua segunda vitória no ano, sendo esta a 49ª na carreira do alemão que tem quatro títulos mundiais.

A corrida também foi a de numero 200 na carreira de Vettel. A Fórmula 1 segue o seu calendário e no próximo final de semana retorna a pista para a terceira etapa da temporada no Grande Premio da China, no circuito de Xangai. A largada para as 56 voltas nos 5.541m no circuito chinês está marcada para as 3h10, pelo horário de Brasília.

Confira abaixo o resultado final do GP do Bahrein:

Adicionar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *