Sinal Verde: Vai começar a Temporada 2018 da Fórmula 1!

A espera acabou. Exatos três meses da bandeirada final do Grande Premio de Abu Dhabi, em uma temporada que coroou o quarto título do piloto britânico da Mercedes, Lewis Hamilton, a Fórmula 1 retorna as atividades neste final de semana para o inicio da 68ª temporada de sua história, que ao longo do tempo colecionou heróis, criou mitos das pistas passando por todos os continentes do planeta. Em uma temporada longa, que promete fortes emoções, 2018 pode consagrar o primeiro pentacampeão mundial desde Michael Schumacher e Juan Manuel Fangio, em uma disputa que promete ser acirrada entre Hamilton e Vettel. Nisso, vamos tentar resumir um pouco do que pode ser a temporada que assim como promete a disputa entre dois tetracampeões mundiais, também pode ter surpresas.

Temporada começa com Hamilton e Vettel como favoritos ao título

Não podia ser diferente. Os dois protagonistas de 2017 começam o ano como os principais e talvez os únicos postulantes ao título da temporada. Em um duelo que promete ser corrida a corrida, o final do ano pode coroar um novo pentacampeão do mundo caso o troféu fique com um dos dois pilotos. Começando o ano em vantagem por conta de um carro superior, o britânico Lewis Hamilton espera não ter as dificuldades que permeou a sua temporada de 2017, onde só foi conseguir tomar a liderança de Vettel na 13ª prova do ano passado. Vettel por sua vez, espera não contar com a falta de sorte que o acompanhou na parte decisiva da temporada passada. Para complicar um pouco a tarefa do piloto alemão da Ferrari, ele ainda levará no seu cockpit o peso da escuderia italiana que neste ano completa 11 anos do seu ultimo titulo, conquistado em 2007, com Kimi Raikkonen.

Red Bull pode ser a grande surpresa da temporada

Destaque nos treinos de pré-temporada em Barcelona, a Red Bull, diferente das ultimas temporadas, onde obteve uma evolução em seus carros a partir da metade do ano em diante, que tirou os pilotos da escuderia austríaca da luta pelo titulo da temporada. Após a amostragem inicial, resta saber se terá carro para lutar diretamente contra Mercedes e Ferrari em ritmo de corrida. Se conseguir, contando com uma dupla de pilotos de alto calibre, a RBR se credencia como postulante a vitórias na temporada.

Finlandeses seguirão como coadjuvantes?

O automobilismo finlandês conta hoje com seus dois pilotos nas duas principais equipes do grid, Mercedes e Ferrari. Mas tanto Valtteri Bottas, quanto o seu compatriota Kimi Kaikkonen, tem um ponto em comum: Os dois pilotos hoje são coadjuvantes em suas equipes, totalmente dominadas por Hamilton e Vettel, será que este ano eles continuarão na sombra dos dois tetracampeões ou deixarão de lado seus papéis de segundo piloto e irão lutar pelo título?

Temporada mais longa conta com 21 corridas tem o retorno da França ao calendário

Assim como em 2016, a Fórmula 1 terá 21 corridas este ano. Com a saída do GP da Malásia do calendário, a novidade ficou por conta pelo retorno da França ao calendário após 10 anos, em um palco histórico dentro da categoria, que é o Circuito Paul Ricard. O Brasil segue no calendário com o GP do Brasil em Interlagos. A corrida que será a 20ª prova da temporada acontece no mês de novembro.

Após 48 anos a Fórmula 1 não terá nenhum piloto brasileiro no grid

Após a saída de Felipe Massa no final de 2017, pela primeira vez após 48 anos, a categoria máxima do automobilismo mundial não contará com nenhum piloto brasileiro entre os 20 carros do grid. Fato que certa forma gera uma apreensão em relação ao futuro do automobilismo nacional, nas grandes categorias européias. Em contraponto, pilotos brasileiros com destaque no momento estão correndo em diversas categorias nos Estados Unidos, em um caminho inverso a Fórmula 1.

Equipes coadjuvantes em busca de resultados

Durante o ano veremos uma disputa intensa para saber qual equipe será a ‘quarta força’ do grid atual. Nisso, carros com McLaren, Force India e Haas, despontam como equipes a ocupar esse posto, com vantagem para a Force India, levando-se em conta as performances nas ultimas temporadas. Para o inicio do ano, a provável decepção pode ficar por conta da Williams, com a dupla Lance Stroll e o estreante russo Sergey Sirotkin, que conviverão com a sombra de Robert Kubica que retorna este ano a categoria como piloto de testes da Williams.

Temporada começa em março e acaba em novembro

A largada que acontece neste final de semana, é o inicio de uma extensa temporada que terá o seu ponto final no GP de Abu Dhabi no dia 25 de novembro. Passando por quase todos os continentes do planeta, pode-se dizer que a temporada da Fórmula 1, é uma volta ao mundo em 21 corridas.

Adicionar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *