Red Bull surpreende rivais, e Max Verstappen vence na Malásia. Hamilton é 2º e Vettel o 4º

Surpreendente. Talvez nem o mais otimista dos admiradores do talento do jovem holandês Max Verstappen pudesse imaginar um domingo perfeito para o garoto prodígio da Fórmula 1. Em uma corrida consistente, Max superou o favoritismo de Ferrari e Mercedes, e após uma manobra ousada sobre Lewis Hamilton no início da prova, venceu o Grande Premio da Malásia.

Largada limpa sem a presença de Kimi Raikkonen

Se o treino classificatório de sábado foi terrível para Sebastian Vettel, que teve de largar na ultima posição do grid, por conta de um problema de motor na sua Ferrari, o domingo reservou a ‘zica’ para Kimi Raikkonen. Com o mesmo problema que assombrou Vettel no sábado, desta vez a Ferrari de Kimi ainda na volta de instalação, antes mesmo de alinhar no grid de largada que apresentou problemas de potencia no motor. Kimi ainda retornou aos boxes para verificações da equipe, que chegou a abrir a capa do motor do carro finlandês, mas sem sucesso, para desespero dos italianos. Com isso, caminho livre para uma largada sob certo aspecto tranqüila de Lewis Hamilton, que só teve o trabalho de impedir o avanço dos carros da Red Bull, que se posicionaram logo atrás de Hamilton na largada.

Max Verstappen dá o bote da corrida em Hamilton na terceira volta

A manobra que decidiu os rumos da prova aconteceu logo na terceira volta da corrida. Com um ritmo forte de corrida, o holandês da Red Bull, Max Verstappen partiu com tudo pra cima de Lewis Hamilton, que tentou ao máximo dificultar a vida de Verstappen em uma linda manobra de ultrapassagem no final da reta dos boxes, e assim assumindo a ponta da corrida. Voltas depois foi a vez de Daniel Ricciardo tomar a terceira posição que era da Mercedes de Valtteri Bottas, em outra bela manobra de ultrapassagem.

Com baixo desgaste de pneu, a  maioria dos pilotos optou por apenas uma parada nos boxes

Em um asfalto em que o desgaste de pneu não era acentuado, em relação a boa parte das provas da temporada, o GP da Malásia, pode contemplar quem optou por apenas uma parada nos boxes, neste caso a maioria dos carros que estavam na pista. Entre os carros que fizeram apenas uma ida aos pits, destaque para Vettel, que iniciou a prova com pneus macios e fez o ultimo trecho de prova com pneus supermacios.

Felipe Massa faz corrida discreta e termina em nono lugar

Seguindo a rotina de pontuar na temporada, o piloto brasileiro Felipe Massa, de atuação discreta nesse domingo, não conseguiu nada mais do que um nono lugar, em uma corrida dentro das possibilidades de performance da Williams. Em um duelo direto contra os carros de McLaren, Force India e Renault, Felipe lutou até as voltas finais para se manter na zona de pontuação. Por fim, ainda com futuro incerto para 2018, Felipe, se encaminha para as cinco provas finais da temporada, buscando um acerto para a próxima temporada, onde a possibilidade de permanecer na Williams é uma tendência para o brasileiro.

Destaque da corrida vai para Sebastian Vettel

Vindo da ultima posição do grid, após um sábado de insucesso, o domingo foi para salvar o maior numero de pontos possível na luta pelo titulo da temporada, para o tetracampeão mundial Sebastian Vettel. Com um motor novo na sua Ferrari, Vettel optou por uma estratégia de corrida que contemplava apenas uma parada nos boxes, com o alemão largando com pneus macios, e assim ficando mais tempo na pista, em relação aos rivais que largaram com pneus supermacios. Nisso, o que se viu foi um show de Vettel, tanto na estratégia de corrida, ao antecipar a ida aos boxes e tomar a quarta posição de Bottas, quanto na sequencia de voltas mais rápidas da prova, na tentativa de tomar a terceira posição de Ricciardo. Ao final, com pneus bem desgastados, Vettel não conseguiu esboçar uma ultrapassagem sobre Ricciardo, assim terminou o domingo na quarta posição. Ainda assim, uma cena inusitada, terminou o final de semana complicado para Vettel na Malásia, quando na volta de desaceleração depois da bandeirada, foi atingido pela Williams de Lance Stroll, destruindo a Ferrari de Vettel, que teve de retornar aos boxes de carona com a Sauber do seu compatriota Pascal Wehrlein. O incidente não gerou punição para nenhum dos pilotos envolvidos.

Verstappen supera Hamilton e vence na Malásia

Quem deixou a Malásia com todos os motivos para sorrir foi o jovem holandês Max Verstappen. Ele que completou 20 anos de idade no ultimo sábado, teve um domingo perfeito em Sepang, após uma manobra ousada sobre Hamilton na terceira volta da corrida. Depois disso, o que se viu foi um Verstappen consistente e que sobrou em relação a Mercedes que sequer esboçou uma reação contra uma Red Bull, que pode ser um fator decisivo na luta pelo titulo da temporada, uma vez que a escuderia austríaca, caso tenha performances parecidas como a deste domingo, pode ser um rival perigoso que pode tirar pontos decisivos tanto de Hamilton, quanto de Vettel na reta final da temporada, faltando cinco corridas para o fim.

Esta é a segunda vitória na carreira de Max Verstappen, que com o triunfo se torna o piloto mais jovem na historia da Fórmula 1 a conquistar duas vitórias na maior categoria do automobilismo mundial, Max que já detém o recorde de ser o mais jovem vencedor de corrida, quando venceu o GP da Espanha de 2016, aos 18 anos de idade. Encerrados os trabalhos na Malásia, a Fórmula 1 já faz as malas e ruma para o Japão, e no próximo final de semana, terá a 16ª etapa da temporada, no Grande Premio do Japão, no lendário circuito de Suzuka. A largada está marcada para as 2h pelo horário de Brasília.

Confira abaixo o resultado final do GP da Malásia:

Adicionar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *