Hamilton segura ímpeto de Vettel nas voltas finais e vence GP da Bélgica. Massa é o 8º

O retorno da Fórmula 1 após as férias de verão na Europa, reservou aos fãs da maior categoria do automobilismo mundial uma das corridas que reflete bem o que tem sido a disputa pelo titulo da temporada. Em uma prova muito estudada entre Mercedes e Ferrari, o britânico Lewis Hamilton superou Sebastian Vettel com uma estratégia de pneus arriscada, e venceu o Grande Premio da Bélgica, reduzindo a vantagem de Vettel na luta pelo título da temporada.

Largada limpa, reservou disputas intensas por posições na primeira volta

Na pista de maior extensão da temporada, o circuito de Spa-Francorchamps reserva para a largada o momento de maior tensão, uma vez que a reta dos boxes, um trecho curto até a primeira curva, onde a partir disso, o traçado belga segue para uma reta ladeira abaixo, até a subida da lendária curva Eau Rouge. Nisso, os pilotos tiveram o maior cuidado para evitar qualquer incidente na primeira curva, e assim partiram rumo a Eau Rouge, onde por muito pouco Sebastian Vettel não deu o bote para cima de Lewis Hamilton, que teve de desdobrar para se manter a frente do alemão da Ferrari, ao final da grande reta de Spa. Mais atrás, Bottas e Raikkonen, também tiveram trabalho para conter o avanço dos carros da Red Bull de Max Verstappen e Daniel Ricciardo.

Marcus Ericsson abre rodada de pit stops na volta 9

Com algumas equipes dividas entre uma estratégia que contemplava uma parada de boxes, e outras escuderias com a ideia de fazer dois pit stops, os trabalhos de boxes começaram na nona volta da corrida com Marcus Ericsson da Sauber ser o primeiro piloto a fazer a parada nos boxes. Quatro voltas depois, os pilotos da frente começaram a parar nos boxes com Hamilton sendo o primeiro entre os ponteiros da corrida a ir aos boxes. Três voltas depois foi a vez de Vettel também fazer a sua parada e voltar a pista em terceiro, atrás de Kimi Raikkonen, que ainda não havia ido aos pits.

Pela sexta vez no ano, Max Verstappen fica pelo caminho

O garoto prodígio da Fórmula 1, até o momento tem feito um ano de 2017 muito aquém do que se esperava no inicio da temporada. Dono de uma vitoria na carreira, Max Verstappen mais uma vez decepcionou a imensa torcida holandesa que coloriu de laranja as arquibancadas de Spa-Francorchamps. Tudo porque na oitava volta da prova, um problema na sua Red Bull obrigou Verstappen a abandonar a prova em frente a sua torcida. Este é o sexto abandono de Verstappen na temporada em doze corridas já disputadas.

Longas retas e traçado extenso de Spa, favoreceram diversas disputas por posições

Característica histórica do circuito belga, as longas retas favoreceram para as diversas disputas por posições ao longo da corrida, onde os pilotos utilizaram muito a abertura da asa móvel, na saída da Eau Rouge. Destaque para os carros da metade do pelotão de carros, que protagonizaram disputas intensas ao longo da corrida.

Disputa entre carros da Force India resulta na entrada do Safety Car na 29ª volta

Na atual temporada, a disputa entre companheiros de equipe que tem se mostrado mais intensa, de longe é a que envolve os pilotos da Force India Sergio Perez e Esteban Ocon. Eles que se estranharam na pista no Canadá e no Azerbaijão, desta vez se encontraram na 29ª volta da prova, na entrada da Eau Rouge, quando Perez acabou fechando Ocon, que acertou o pneu traseiro direito de Perez, que acabou furado. Nisso, a asa dianteira de Ocon acabou danificada, e Perez teve de dar uma volta completa na pista de Spa com um pneu furado, e assim acabou espalhando diversos detritos pela pista, o que ocasionou a entrada do Safety Car.

Domingo com saldo positivo para Felipe Massa

Depois de um sábado difícil, por conta da baixa performance da Williams, o domingo terminou com saldo positivo para o piloto brasileiro Felipe Massa. Largando da 16ª posição, Massa conseguiu imprimir um bom ritmo de corrida, somado a uma estratégia de corrida eficiente. Nisso, Felipe também se aproveitou do incidente dos carros da Force India, e terminou a prova na oitava posição, como o piloto que mais ganhou posições durante a prova.

Destaque da prova vai para Daniel Ricciardo

Se tem um piloto na atual temporada, que tem sabido aproveitar as oportunidades durante as provas no ano, é o australiano da Red Bull, Daniel Ricciardo. Largando na quinta posição, Ricciardo, teve uma primeira parte da prova discreto, por conta da superioridade de performance dos carros de Ferrari e Red Bull. Mas depois do Safety Car, quando os pilotos retornaram aos boxes para mais uma parada, Ricciardo com um jogo de pneus novos, partiu com tudo para cima de Valtteri Bottas e Kimi Raikkonen, e tomou a terceira posição, que naquele momento era de Bottas, e que foi praticamente ‘engolido’ por Kimi e Ricciardo, após a grande reta do circuito belga. Com isso, coube a Ricciardo apenas gerenciar o ritmo de prova nas voltas finais e assim confirmar mais um pódio no ano.

Hamilton segura ímpeto de Vettel, e vence a quinta no ano

Com uma corrida praticamente controlada desde o seu inicio, o britânico Lewis Hamilton por muito pouco não viu aquilo que seria uma vitoria tranquila, se transformar em uma imensa frustração. Tudo porque após a saída do Safety Car, ele teve de desdobrar para se manter a frente de Sebastian Vettel, que assim como Hamilton e demais pilotos, aproveitaram a ida para do carro de segurança para a pista, para ir aos boxes e trocar por compostos de pneus mais novos. Com isso, Hamilton retornou a pista com pneus macios, enquanto Vettel calçava pneus ultramacios, que são teoricamente mais rápidos.

Após a re-largada, Vettel partiu com tudo para cima de Hamilton faltando pouco mais de nove voltas para o final da prova. Sem sucesso, Vettel bem que tentou armar o bote novamente, mas com um ritmo de prova seguro, Hamilton conseguiu segurar o ímpeto de Vettel nas voltas finais, e assim recebeu a bandeira quadriculada pela quinta vez no ano, e assim diminuindo novamente a vantagem de Vettel na temporada, que agora é de sete pontos (220 para Vettel contra 213 para Hamilton).

Esta é a 58ª vitoria na carreira de Hamilton, que agora está apenas atrás de Michael Schumacher em numero de triunfos na Fórmula 1, onde o heptacampeão mundial durante a carreira somou 91 vitórias. A Fórmula 1, que já faz as malas e retorna aos trabalhos no próximo final no Grande Premio da Itália no lendário circuito de Monza. A largada para a 13ª prova da temporada está marcada para as 9h, pelo horário de Brasília.

Confira abaixo o resultado final do GP da Bélgica:

Adicionar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *