No retorno da F1, Hamilton supera Vettel, iguala Schumacher e crava a pole na Bélgica. Massa é 16º

Após o período de pausa nas atividades para as férias de verão da maior categoria do automobilismo mundial, a Fórmula 1 retorna neste final de semana em um de seus palcos mais tradicionais, o lendário circuito de Spa-Francorchamps na Bélgica. Desta forma, o treino classificatório encerrado na manhã deste sábado, teve amplo domínio do britânico Lewis Hamilton, que superou rivais, e cravou a pole para o Grande Premio da Bélgica.

Q1 tem o retorno e a eliminação de Felipe Massa

Retornando a cockpit da Williams, após ficar de fora do GP da Hungria por conta de uma labirintite, o piloto brasileiro Felipe Massa acabou sucumbindo ainda na primeira parte do treino, em uma Williams com rendimento muito abaixo das expectativas, ainda mais se tratando de um carro que é impulsionado por motores Mercedes. Para complicar, Felipe ainda foi atrapalhado na sua ultima tentativa de volta rápida, e assim viu as suas chances de entrar no Q2, se esvaírem e assim Felipe acabou eliminado. Ainda entre os eliminados junto com Massa, seu companheiro de equipe, o jovem canadense Lance Stroll, o russo Daniil Kvyat da Toro Roso, junto com os carros da Sauber de Marcus Ericsson e Pascal Wehrlein, formaram o grupo de pilotos eliminados no Q1. Na frente, Hamilton cravou o melhor tempo, seguido de perto por Vettel, que encerrou a primeira parte do treino a 0s091 atrás do britânico, dando mostras de quem daria as cartas no treino classificatório.

Q2 elimina os carros de McLaren, Haas e STR de Carlos Sainz

A segunda parte do treino foi marcada por um amplo domínio de Hamilton, que deixou seus rivais para trás, e ficou com o melhor tempo, quase três décimos a frente de Valtteri Bottas, que terminou em segundo. Vettel por sua vez, com um desempenho modesto, terminou na quinta posição, com pouco mais de 1s atrás dos carros da Mercedes, sendo ainda superado por Raikkonen e Verstappen. A surpresa positiva do Q2 foi a classificação dos dois carros da Renault, que superaram os carros da McLaren de Fernando Alonso e o belga Stoffel Vandoorne, que acabaram eliminados na segunda parte do treino, junto com os carros da Haas de Romain Grosjean e Kevin Magnussen, além da Toro Roso de Carlos Sainz, que também acabou ficando de fora.

Hamilton supera Vettel, crava a pole em Spa e iguala recorde de Schumacher

Dono das ações no treino classificatório, a ultima parte da sessão começou com uma dose imensa de azar para o britânico Jolyon Palmer da Renault, que teve de abandonar o Q3, ainda nos minutos iniciais, com um problema no cambio que tirou qualquer chance de volta rápida para Palmer. Na luta pela pole, o Q3 foi amplamente dominado por Hamilton, que com o tempo de 1m42s553, cravou a pole position e não deu nenhuma chance aos rivais, que lutaram até o final pela segunda posição no grid.

Nisso, melhor para Vettel, que de contrato renovado com a Ferrari neste sábado até 2020, nos segundos finais da sessão, superou Kimi Raikkonen e Valtteri Bottas, e assim largará ao lado de Hamilton na primeira fila no domingo. Esta é a 68ª pole position na carreira de Hamilton, que estabeleceu um marco histórico na Fórmula 1, ao igualar o recorde de Michael Schumacher em pole positions na carreira. Com o feito deste sábado, Hamilton ao lado de Schumacher são os pilotos com o maior numero de pole positions na carreira, com 68 para cada um. Recorde que deve ser quebrado por Hamilton ainda este ano, e assim tornará o britânico como o piloto com maior numero de poles na carreira. O Grande Premio da Bélgica acontece neste domingo, e a largada para as 44 voltas dos 7.004km, do lendário circuito de Spa-Francorchamps, está marcada para as 9h pelo horário de Brasília.

Confira abaixo o grid completo para o GP da Bélgica:

Adicionar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *