Hamilton domina, vence em Silverstone e reduz vantagem de Vettel no campeonato para um ponto. Massa é o 10º

A julgar pela performance do britânico Lewis Hamilton neste domingo no lendário circuito de Silverstone, na Inglaterra, podemos dizer sem medo de errar que o piloto da Mercedes teve um domingo perfeito correndo em casa. Desta forma, aliado a um problema com Sebastian Vettel na última volta, o britânico venceu o Grande Prêmio da Inglaterra, e de quebra reduziu a vantagem de Vettel no campeonato para apenas um ponto.

Largada limpa após duas voltas de apresentação

Com os carros já alinhados no grid, o primeiro procedimento de largada acabou sendo abortado por conta de um problema com a Renault de Jolyon Palmer, que acabou ficando pelo caminho, ainda na volta de apresentação. Nisso, os carros foram para mais uma volta na pista para aquecimento dos pneus, tempo suficiente para a retirada do carro de Palmer. Desta forma, a largada se deu sem incidentes na primeira curva, mas ainda na primeira volta, um incidente envolvendo os dois carros da Toro Roso, acabou tirando o espanhol Carlos Sainz da prova que reclamou muito no rádio do seu companheiro de equipe Daniil Kvyat, pela manobra desastrada do piloto russo. O incidente acabou gerando a entrada do Safety Car.

Após Safety Car, corrida recomeça com Hamilton disparando na ponta

Com a saída do carro de segurança, a corrida recomeçou com Lewis Hamilton ditando um ritmo de corrida fortíssimo frente a Ferrari de Kimi Raikkonen e a Red Bull de Max Verstappen, com pouco mais de 10 voltas de prova a diferença girava em torno de 5s. Vindo na quarta posição, após ser superado por Max na largada, Vettel começava a ensaiar uma tentativa de ataque ao piloto da RBR, o que viria acontecer algumas voltas depois.

No melhor duelo da prova, Vettel tenta bote em cima de Verstappen, mas sem sucesso

A disputa que se ensaiava desde as primeiras voltas, após ser superado na largada pela Red Bull de Max Verstappen, finalmente aconteceu na 15ª volta, quando Sebastian Vettel partiu com tudo para cima do holandês, naquele que foi o melhor duelo da corrida. Em uma manobra arriscada, do lado de fora da pista, o holandês conseguiu se manter a frente de Vettel, que ainda tentou ultrapassar Max algumas voltas depois, mas sem sucesso. Como alternativa, a Ferrari optou por chamar Vettel de forma antecipada aos boxes na volta 19, na tentativa de ganhar nos boxes a posição de Max, o que acabou funcionando. Como resposta, a Red Bull chamou Max para os boxes na volta seguinte, mas uma parada de box ruim do holandês, o devolveu a pista atrás de Vettel com 2s de desvantagem.

Em mais um domingo razoável, Felipe Massa fecha corrida na zona de pontuação

Assim como na Áustria na semana passada, Felipe Massa teve outro domingo com saldo positivo, dentro das possibilidades atuais da Williams. Depois de mais uma largada bem executada, o piloto brasileiro, que largou na 14ª posição, ao final da primeira volta ganhou quatro posições, e assim duelou com os carros de McLaren e Force India ao longo da prova. Com uma estratégia de corrida que contemplou apenas uma parada nos boxes, assim como a maioria dos pilotos, Felipe levou o carro nas voltas finais sem atacar os carros da Force India que estavam à frente, mas também não foi ameaçado pela McLaren de Stoffel Vandoorne, que vinha atrás.

 Destaque da corrida vai para Daniel Ricciardo

Quem esteve num domingo inspirado, tirando o vencedor do domingo, foi o australiano da Red Bull Daniel Ricciardo. Largando da 19ª posição, após ter problemas no seu carro no treino classificatório de sábado, Daniel foi quem deu show de ultrapassagens durante as 51 voltas do GP em Silverstone. Com boas disputas ao longo da prova, o quinto lugar no final, acabou sendo um premio para o australiano, que batalhou muito durante a corrida para recuperar o prejuízo do sábado.

Outro destaque da prova, Valtteri Bottas termina em segundo e entra na luta pelo título

Assim como Daniel Ricciardo, outro destaque da corrida foi o finlandês da Mercedes Valtteri Bottas. Vindo da 9ª posição após uma punição no grid, Bottas teve outra performance perfeita assim como fora na Áustria no ultimo final de semana. Ao final, o finlandês ainda foi ‘premiado’ com o insucesso de seu compatriota Kimi Raikkonen, que teve um pneu furado faltando duas voltas para o final da prova, e assim pode fazer a dobradinha para Mercedes em Silverstone.

Mesmo com Kimi no pódio, Ferrari tem domingo para esquecer em Silverstone

Após ver Sebastian Vettel ser superado por Max Verstappen na largada, e assim ficar por várias voltas duelando com o holandês, até ser chamado aos boxes e antecipar a sua parada nos boxes. Nisso, a mudança de estratégia de Vettel cobrou seu preço na ultima volta quando o pneu dianteiro esquerdo da Ferrari do tetracampeão do mundo furou no inicio da volta, e assim Vettel teve de dar uma volta completa no circuito com pneu furado. Ao final, Vettel ainda conseguiu ‘salvar’ alguns pontos terminando a corrida em sétimo e vendo a sua vantagem de 20 pontos, ficar para apenas 1 ponto. Kimi Raikkonen por sua vez, também acabou sofrendo o mesmo revés que Vettel, quando o mesmo pneu dianteiro esquerdo explodiu faltando duas voltas para o fim. Naquele momento tudo indicava que Kimi terminaria a prova em segundo, mas com o dano, ele foi obrigado a entrar nos boxes e trocar os compostos. Ainda assim, mesmo com todos os problema, Kimi ainda conseguiu ir ao pódio na terceira posição.

Hamilton domina, vence em Silverstone e reduz vantagem de Vettel para apenas um ponto

Se tem alguém que deixou Silverstone com todos os motivos para comemorar, foi o britânico Lewis Hamilton. Correndo em casa, e com apoio da torcida local, o britânico em nenhum momento da prova foi ameaçado na liderança, nem quando Valtteri Bottas chegou perto do britânico após a saída dos boxes depois do pit stop de Hamilton. Nisso, com um ritmo de corrida que não deu chance alguma aos rivais, o britânico chegou a sua quarta vitória na temporada. Vitória que estabeleceu um feito histórico para Hamilton, que chega a marca de cinco vitórias em Silverstone, sendo esta a quarta em sequencia, e assim se iguala a nomes como Jim Clark e Alain Prost, que também tem cinco vitórias. Além disso, o triunfo desse domingo, também reduziu a vantagem de Vettel sobre Hamilton, que antes da prova era de 20 pontos, e agora está em apenas 1 ponto, com metade do campeonato a ser disputado, estando hoje 177 pontos para Vettel, contra 176 de Hamilton. A Fórmula 1, que depois de dois finais de semana seguidos de trabalhos, faz uma pausa e retorna daqui 15 dias no Grande Premio da Hungria, no tradicional circuito de Hungaroring, palco do GP húngaro desde 1986. A largada para a corrida que marca a 11ª etapa da temporada, está marcada para as 9h pelo horário de Brasília.

Confira abaixo o resultado final do GP da Inglaterra:

Adicionar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *