Bottas supera favoritos e crava a pole na Áustria. Vettel é 2º e Hamilton 8º

O piloto que na atual temporada que talvez seja o fator decisivo para a disputa do título da temporada, na tarde deste sábado em Spielberg, mostrou novamente que não está disposto a ser apenas um mero coadjuvante em 2017. Após uma volta fantástica, com direito a recorde da pista, o finlandês Valtteri Bottas superou os favoritos Vettel e Hamilton, e vai largar na pole position para o Grande Premio da Áustria.

Q1 elimina carros de Williams e Sauber

Destinada a eliminar os cinco carros mais lentos do grid atual, a primeira parte do treino não foi surpresa para os carros mais rápidos do grid atual. Dominado pelas Mercedes, seguido por Ferrari e Red Bull, eles não tiveram maiores dificuldades em avançar ao Q2, mas chamou a atenção na primeira parte do treino foi o desempenho ruim da Williams, que não conseguiu classificar nenhum dos seus pilotos para a segunda parte do treino, em um final de semana cercado de expectativas por parte da escuderia inglesa, que chegou a Áustria com diversas atualizações em seus carros, e empolgada após o bom desempenho em Baku, com o primeiro pódio na carreira do jovem Lance Stroll. Nisso, o que sobrou para a Williams a penúltima fila do grid, com Felipe Massa em 17º e Lance Stroll o 18º, sendo melhor apenas que os carros da Sauber, que de longe hoje é o pior carro do grid atual. Outro eliminado no Q1 foi Jolyon Palmer da Renault, que larga em 16º.

Q2 marca a primeira quebra de recorde da pista e elimina os dois carros da McLaren

A segunda parte do treino começou com um carro a menos, com a quebra na suspensão da Haas de Kevin Magnussen, ainda no Q1, após ser uma vitima das zebras altas do traçado austríaco, que tem feito os pilotos sofrerem ao longo do final de semana até o momento. Nisso, um dos destaques foi o bom desempenho da McLaren, que estréia neste final de semana uma atualização em seus motores, e que já foi possível ver uma melhora na performance de seus carros, e que por muito pouco não entrou no Q3 com Fernando Alonso, depois de uma disputa intensa pelas ultimas vagas no Q3, decidida nos segundos finais, com Carlos Sainz e Esteban Ocon, levando a melhor sobre Nico Hulkenberg e Fernando Alonso, que acabam eliminados junto com Stoffel Vandoorne da McLaren, e Daniil Kvyat da Toro Roso. Na parte da frente do grid, uma sequencia de voltas voadoras dos carros da Mercedes, acompanhados de perto pela Ferrari de Sebastian Vettel. Primeiro foi Lewis Hamiton, com pneus supermacios anotar o tempo de 1m04s800, e assim registrar a volta mais rápida no circuito de Spielberg na história até aquele momento, porque na sequencia, com pneus ultramacios, Valtteri Bottas cravou o tempo de 1m04s640 e desbancou Hamilton. Também querendo mostrar que poderia surpreender, nos segundos finais do Q2, Sebastian Vettel fez o tempo de 1m04s772, e se colocou entre os carros da Mercedes, em segundo.

Bottas surpreende rivais e faz a pole para o GP da Áustria

Em um campeonato acirrado até o momento, o Q3 deste sábado começou cercado de expectativas por conta da punição imposta a Lewis Hamilton que perdeu cinco posições no grid de largada após trocar o câmbio da sua Mercedes depois dos treinos livres, nisso o britânico foi para a ultima parte do treino com a missão de tentar fazer a pole position que não seria válida para largar na quinta posição.

Mas o que Hamilton não contava era com a excelente performance de Bottas até aqui em Spielberg, o que tem chamado a atenção de todos. Nisso, o Q3 iniciou com o mesmo cenário do Q2, com Hamilton detonando novamente o recorde da pista com o tempo de 1m04s424, mas foi superado em seguida com outro temporal de Valtteri Bottas, que novamente cravou a melhor volta na história do circuito austríaco, com o tempo de 1m04s251. Na sequencia, foi a vez de Sebastian Vettel novamente se intrometer entre os carros da Mercedes com o tempo de 1m04s291, ficando em segundo. Nisso, os carros retornaram aos boxes para colocar pneus novos e assim partir para a ultima tentativa de volta rápida, com Hamilton sendo o primeiro dos carros da frente do grid a tentar melhorar seu tempo de volta.

Mas a tentativa do britânico acabou frustrada com um erro na curva 1, quando Hamilton teve de segurar o carro para não sair do traçado, e assim perdeu muito tempo e teve de abortar a tentativa de volta rápida. Mais adiante, em uma segunda tentativa de volta lançada, o carro da Haas de Romain Grosjean parado na pista com problemas, pôs fim a qualquer tentativa dos pilotos de melhorar seus tempos de volta, o que acabou beneficiando Valtteri Bottas, que assim pode comemorar a sua segunda pole position na carreira, com Sebastian Vettel em segundo e Hamilton, que na pista ficara em terceiro, mas que com a punição terá de largar em oitavo.

O Grande Premio da Áustria, que marca a nona etapa da temporada, acontece neste domingo, em um duelo entre Sebastian Vettel e Lewis Hamilton, que promete ser quente, após os incidentes e desentendimentos tanto dentro e fora da pista dos dois postulantes ao título da temporada na ultima etapa no Azerbaijão.

A corrida que terá 71 voltas nos 4.318km do Circuito de Spielberg, hoje batizado de Red Bull Ring, está marcada para as 9h, pelo horário de Brasília.

Confira abaixo o grid para o GP da Áustria:  

Adicionar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *