Vettel supera Kimi na estratégia e vence em Mônaco. Hamilton é 7º e Massa o 9º

Dever de casa. Em uma corrida onde a vitoria da Ferrari era praticamente uma certeza, o segundo lugar para Sebastian Vettel seria um resultado desastroso para fins de pontuação na luta pelo titulo da temporada, contra Lewis Hamilton. Sendo assim, se aproveitando da estratégia de pista, guiando no limite quando foi necessário, Sebastian Vettel superou Kimi Raikkonen no duelo interno da Ferrari e venceu o Grande Premio de Monco na manhã deste domingo, e de quebra, disparou na luta pelo campeonato.

Largada limpa e sem incidentes

Temendo o avanço da Mercedes de Valtteri Bottas, que largou na terceira posição, assim como os carros da Red Bull, que vinham na 4ª e 5ª posição do grid, a largada para os carros da Ferrari foi um momento de ‘não agressão’ entre Raikkonen e Vettel, que optaram por não disputarem a primeira curva e sim manter suas posições obtidas no sábado, evitando assim o avanço dos rivais. Mesmo assim, por muito pouco Bottas não superou Vettel antes da primeira curva, onde o tetracampeão teve de se desdobrar para manter a segunda posição, e assim se manter atrás de Kimi. No meio do pelotão, Lewis Hamilton, que largou na 13ª posição, conseguiu superar a McLaren de Stoffel Vandoorne e ganhou uma posição antes da primeira curva.

largada_monaco

Raikkonen e Vettel disparam nas primeiras voltas

Com um ritmo de corrida muito superior aos rivais, os carros da Ferrari de Kimi Raikkonen e Sebastian Vettel, trataram logo de abrir vantagem sobre Bottas e os carros da Red Bull. Vantagem, que ao final da décima volta da corrida, já girava em torno de 8s.

ferrari_monaco1

Verstappen foi o primeiro do pelotão da frente a parar nos boxes

Na volta 33, o holandês Max Verstappen foi o primeiro dos pilotos do pelotão da frente a fazer a única parada nos boxes prevista pelas equipes, dado o baixo desgaste de pneus no asfalto das ruas de Monte Carlo. Nisso, na volta seguinte, o então líder da prova, Kimi Raikkonen também aproveitou para fazer a sua parada nos boxes, deixando a liderança da prova para Vettel, momento em que a corrida ganhou um novo rumo.

max_monaco

Vettel faz ‘lição de casa’ e toma a liderança da prova

Diferente de Kimi, Sebastian Vettel retardou ao máximo a sua ida aos boxes, e aproveitou o momento para descontar a vantagem que Kimi tinha sobre Vettel antes da parada do finlandês. Em uma sequencia de cinco voltas rápidas antes do pit stop, o tetracampeão do mundo parou nos pits na volta 39, e com uma parada rápida executada pela Ferrari, ele retornou a pista, exatamente a frente de Raikkonen, tomando a liderança da prova em definitivo.

vettel_monaco

Atração do domingo em Mônaco, Jenson Button não consegue completar a prova

Uma das atrações do final de semana, o retorno de Jenson Button ao cockpit da McLaren, acabou terminando de forma melancólica nas ruas de Monte Carlo. Após largar dos boxes por conta de uma punição no grid, depois de trocar o motor, o britânico acabou ficando boa parte da prova preso atrás da Sauber de Pascal Wehrlen. Para completar, um acidente envolvendo os dois pilotos nas voltas finais da prova acabou ocasionando a entrada do Safety Car, com a Sauber de Wehrlein suspensa sob duas rodas com a cabeça do piloto para a barreira de pneus, na entrada do túnel de Mônaco, o que gerou momentos de apreensão nos boxes, até a saída de Pascal do carro. O acidente, também danificou a McLaren de Button, que teve de abandonar a prova. Button, que neste domingo substituiu o espanhol Fernando Alonso, que foi disputar as 500 Milhas de Indianápolis.

button_monaco

Apesar das dificuldades, Felipe Massa deixa Mônaco com saldo positivo

Quem sofreu com o baixo rendimento da Williams neste final de semana, foi o brasileiro Felipe Massa. Que mesmo assim, aproveitando as oportunidades acabou fazendo uma boa corrida dentro das possibilidades de performance da escuderia britânica. Vindo da 14ª posição, Felipe adotou uma estratégia conservadora de corrida, e se manteve longe das confusões entre os demais pilotos do meio do pelotão. Ao final, Massa se aproveitou da entrada do Safety Car para fazer uma parada extra nos boxes para colocar os pneus ultramacios, e assim andar mais rápido que seus rivais. O que Felipe não contava é que uma disputa forte entre Daniil Kvyat e Sergio Perez, terminaria com uma barbeiragem por parte do mexicano da Force India que tentou forçar uma ultrapassagem sem sucesso nas voltas finais. Como resultado, os dois pilotos acabaram colidindo, e Massa que vinha logo atrás, e fora da zona de pontuação, acabou herdando duas posições, e o nono lugar acabou sendo um premio para um final de semana de muitas dificuldades.

massa_monaco

Outro que teve um final de semana difícil, Hamilton conseguiu ‘salvar’ pontos em Mônaco

Assim como Felipe Massa, outro que teve inúmeras dificuldades neste final de semana, e que teve reflexos na corrida, foi Lewis Hamilton. Depois de um sábado desastroso, quando sequer foi ao Q3, o domingo acabou com um saldo positivo, dentro das possibilidades para Hamilton. Largando na 13ª posição, a largada seria crucial para o britânico que conseguiu se livrar da McLaren de Stoffel Vandoorne, assumindo a 12ª posição antes da primeira curva. A partir disso, Hamilton tratou de retardar ao máximo a sua parada nos boxes para ganhar o maior numero possível de posições. Por fim, também com uma parada nos pits, o britânico conseguiu ‘salvar’ alguns pontos, e terminou a corrida na sétima posição.

hamilton_monaco

Vettel supera Kimi, vence a segunda no ano e dispara no campeonato

Quem deixou Mônaco com todos os motivos para sorrir, foi o tetracampeão mundial Sebastian Vettel. Com a difícil missão de superar o seu companheiro de equipe em um traçado apertado como o de Mônaco onde as ultrapassagens são de extrema dificuldade, Vettel neste domingo mostrou porque é um dos favoritos ao titulo da temporada. Vindo da segunda posição, Vettel, teve o maior cuidado em se manter atrás de Kimi, e evitar que Bottas e os carros da Red Bull avançassem contra os carros da Ferrari, o que não aconteceu. Nisso, com um ritmo de corrida muito superior aos demais, os carros da Ferrari dispararam na frente dos demais inicialmente com Kimi a frente, e Vettel logo atrás, sem perder Kimi de vista em momento algum. Após a parada de Raikkonen, Vettel fez a lição de casa, e fez uma sequencia de voltas voadoras em Mônaco, o suficiente para fazer o seu pit stop e voltar a pista exatamente a frente de Raikkonen, partindo assim para a vitoria. Vitória, que é a terceira de Sebastian Vettel no ano, a 44ª na carreira do piloto alemão. O triunfo também pôs fim ao jejum de 16 anos sem vitória da Ferrari em Mônaco, onde a ultima vitoria da escuderia italiana no principado, foi com Michael Schumacher em 2001.

vettel_monaco1

Com o resultado, Vettel também disparou na luta pelo titulo da temporada, e assim abriu uma vantagem de 25 pontos sobre Hamilton, com 129 a 104 para Vettel. A Fórmula 1, que agora ruma para America do Norte, em uma breve pausa na parte européia do calendário, e daqui duas semanas ela retorna no Grande Premio do Canadá, no tradicional autódromo Gilles Villeneuve. A largada para as 70 voltas dos 4.361km do circuito canadense está marcada para as 15h pelo horário de Brasília.

podio_monaco

Confira abaixo o resultado final do GP de Mônaco:

classificacao-final-gp-de-monaco

Adicionar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *