Raikkonen quebra tabu, supera Vettel e crava a pole em Mônaco. Hamilton é o 13º e Massa o 14º

A julgar pela competitividade imposta pela peculiaridade do lendário circuito de Monte Carlo, onde os tempos de volta são muito próximos entre os pilotos, o treino classificatório que definiu as posições de largada pode ser considerado um dos melhores da temporada até aqui. Desta forma, e também com surpresas, o inicio da tarde nas ruas de Monte Carlo reservou a Kimi Raikkonen fazer a volta mais rápida e depois de nove anos, vai largar na pole position para o Grande Premio de Mônaco.

Q1 elimina carros mais lentos do grid

Diferente dos demais circuitos da temporada, Mônaco é a pista onde a diferença entre os tempos de volta é a menor entre todos os carros do grid. Sendo assim, a primeira parte do treino classificatório, o Q1, talvez tenha sido a parte mais tensa do treino, onde o tráfego das ruas apertadas de Monte Carlo é o maior problema para equipes e pilotos, onde a disputa por espaço para fazer a melhor volta, praticamente define quem segue para o Q2, e quem é eliminado ainda na primeira parte do treino.

Nisso, o destaque negativo ficou por conta dos carros da Sauber, que só não vão largar na ultima fila do grid, por conta de uma punição a McLaren de Jenson Button, que por conta da troca de motor, vai largar em ultimo. Outro destaque negativo não só do treino, mas como da temporada até o momento, tem sido o jovem canadense da Williams, Lance Stroll, que novamente não conseguiu avançar para o Q2. O canadense que bateu nos treinos de quinta-feira parece ainda não ter encontrado o rumo na Fórmula 1, e segue decepcionando. Os outros dois eliminados na primeira parte do treino foram Jolyon Palmer da Renault e Esteban Ocon da Force India, que ficaram pelo caminho. Na frente, o holandês Max Verstappen com o tempo de 1m13s078, superou seu companheiro de equipe Daniel Ricciardo, e ficou com o melhor tempo.

stroll_monaco

Q2 surpreendente elimina Hamilton e Massa também fica pelo caminho

A segunda parte do treino, que define os dez pilotos que passam para a super pole, talvez tenha sido até o momento a mais surpreendente da temporada até aqui. Tudo por conta da grande surpresa da tarde em Mônaco que foi a eliminação precoce de Lewis Hamilton no Q2. Após uma serie de erros nas tentativas de fazer a volta rápida, o britânico acabou prejudicado nos minutos finais da sessão, quando a McLaren do belga Stoffel Vandoorne acabou batendo na saída dos ‘esses’ da piscina, ocasionando uma bandeira amarela no local, onde os pilotos que vinham em volta rápida eram obrigados a reduzir a velocidade naquele ponto do circuito, o que prejudicou não só Hamilton como Felipe Massa que também tentava melhorar seu tempo de volta naquele momento. O resultado acabou gerando uma 13ª posição no grid para o britânico, que desde 2009 não ficava de fora de um Q3. Massa por sua vez, também sofreu com uma performance ruim do carro, e vai largar em 14º, beneficiado pela punição de Jenson Button. Na frente, diferente da Red Bull que comandou as ações no Q1, desta vez Ferrari com Kimi Raikkonen ficou com o melhor tempo da sessão ao anotar 1m12s231.

hamilton_monaco

Após nove anos, Raikkonen quebra tabu, supera Vettel e vai largar na pole do GP de Mônaco

Em um Q3 de tirar o fôlego, a Ferrari que já havia mostrado boa performance desde os treinos de quinta-feira, mostrou seu favoritismo nos minutos iniciais da sessão, quando Kimi Raikkonen novamente anotou o tempo mais rápido ainda nos minutos iniciais do Q3. Logo atrás, chamou à atenção a boa performance dos carros da Red Bull, que se ainda não está no nível de Mercedes e Ferrari, em Mônaco ela consegue diminuir a distancia entre as equipes que até então dominam o cenário da Fórmula 1 atual.

rbr_monaco

Nisso, a preocupação maior ficou para Sebastian Vettel, que teve de desdobrar para confirmar a segunda posição no grid de largada, que por muito pouco não acabou nas mãos do finlandês Valtteri Bottas que com boas parciais de volta, também chegou a ameaçar a pole do compatriota Raikkonen que ainda teve tempo de pulverizar o recorde da pista de Mônaco com uma volta sensacional de 1m12s178.

kimi_monaco

Outro destaque positivo da sessão ficou por conta dos carros da McLaren, que se até então tem sido a maior decepção na temporada atual, neste sábado conseguiu colocar seus dois carros no Q3, mesmo com o acidente de Vandoorne e a punição de Jenson Button que trocou o seu motor e vai largar em ultimo. Button, que retornou à Fórmula 1 neste final de semana, para substituir o espanhol Fernando Alonso, que irá correr as 500 Milhas de Indianápolis na tarde deste domingo. Alonso, que retorna ao cockpit da McLaren no Grande Premio do Canadá.

button_monaco

Esta é a 21ª pole position na carreira do campeão mundial de 2007, Kimi Raikkonen, que retorna a posição nobre do grid de largada após nove anos, onde a ultima pole do homem de gelo, havia sido no Grande Premio da França de 2008. Raikkonen, que não vence uma corrida na Fórmula 1 desde o Grande Premio da Austrália de 2013, onde na época o finlandês guiava pela equipe Lotus.  O Grande Premio de Mônaco, que em 2017 chega a sua 75ª edição, acontece neste domingo, e a largada para as 78 voltas, nos 3.337km do lendário circuito de Monte Carlo está marcada para as 9h pelo horário de Brasília.

grid_monaco1

Confira abaixo o grid completo para o GP de Mônaco:

qualify_monaco

Adicionar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *