Hamilton desbanca Vettel e faz a pole na China. Após boa volta, Massa é o 6º

Um duelo que aos poucos parece se desenhar. Em um final de semana até o momento atribulado por conta das condições climáticas de Xangai, que cancelou os treinos livres de sexta-feira, as atividades no sábado na China, foram totalmente fora do habitual, com equipes e pilotos tendo de preparar os carros às pressas, com apenas uma sessão de treinos livres, antes do treino oficial. Nada que atrapalhasse a vida de Lewis Hamilton, que após uma bela disputa com Sebastian Vettel, somado a uma volta fantástica, cravou a 63ª pole position na carreira, vai largar na frente no Grande Premio da China.

Q1 termina com acidente de Giovinazzi, e tem Vettel na frente

A primeira parte do treino tem como peculiaridade, eliminar os cinco carros mais lentos do grid. Nisso, uma disputa frenética entre as escuderias que habitualmente andam na metade final do pelotão , foi o que marcou a primeira parte do treino classificatório, onde a eliminação mais surpreendente, foi a RBR de Max Verstappen. Com problemas de equilíbrio na sua Red Bull, o jovem holandês bem que tentou melhorar seu tempo de volta nos instantes finais do Q1, mas acabou sucumbindo e vai largar apenas na 19ª posição, lugar pouco habitual para Max. O Q1, que encerrou após uma batida na entrada da reta dos boxes do italiano Antonio Giovinazzi da Sauber, que segue substituindo o alemão Pascal Wehrlein. O italiano, que tentava melhorar seu tempo de volta, mesmo com a batida, conseguiu tempo suficiente para entrar no Q2, mas não pode participar.

Giovinazzi1

Azar de quem ainda tentava melhorar sua volta, como Romain Grosjean da Haas, que acabou prejudicado com o carro de Giovinazzi atravessado na reta, e ficou entre os eliminados. Junto com Max Verstappen e Romain Grosjean, também foram eliminados no Q1, o francês Esteban Ocon, da Force India, o inglês Jolyon Palmer da Renault, e o belga Stoffel Vandoorne da McLaren. Na frente, a performance de Sebastian Vettel surpreendeu, após o alemão cravar o tempo de 1:33.078 com pneus macios, e colocando 0,2 décimos sobre Lewis Hamilton, com pneus supermacios, que ficou em segundo, o que naquele momento fazia acender um sinal de alerta na Mercedes.

vettel

Ritmo forte marca atividades no Q2, que termina com Kimi Raikkonen na frente

A segunda parte do treino levou todos os pilotos à pista com os pneus supermacios, marcado por uma sessão com um ritmo forte entre os carros que costumeiramente andam na parte da frente do grid. Mas diferente do Q1, quando Sebastian Vettel dominou as ações, no Q2 foi a vez de Kimi Raikkonen mostrar a força da Ferrari, e cravar o melhor tempo da sessão 1:32.181, seguido por Sebastian Vettel em segundo e a dupla da Mercedes, com Hamilton em terceiro e Bottas em quarto. Entre os eliminados, a dupla de espanhóis Carlos Sainz da Toro Roso e Fernando Alonso da McLaren, fizeram compania a Kevin Magnussen da Haas e Marcus Ericsson da Sauber, também eliminados na sessão, junto com Antonio Giovinazzi, que sequer foi a pista no Q2.

kimi

Hamilton supera Vettel e faz a pole na China. Após boa volta, Massa sai em 6º

A ultima parte do treino classificatório, marcou um duelo direto entre Mercedes e Ferrari na luta pela pole position em Xangai. Depois de dominar as duas primeiras partes do treino, tudo levava a crer, que pelo andar dos trabalhos, finalmente a Ferrari depois de muito tempo teria a chance de largar na frente, fato, que nas ultimas três temporadas, tem sido algo ‘exclusivo ‘ da Mercedes. Nisso, o Q3 iniciou com a maioria dos pilotos indo a pista, para marcar seus tempos de volta. A partir disso, o que parecia pouco provável, passado o bom desempenho de Ferrari, acabou acontecendo, quando Lewis Hamilton após uma boa volta marcou o tempo de 1:31.678, ficando assim com melhor tempo do dia, com Sebastian Vettel em segundo, ficando apenas um milésimo a frente de Valteri Bottas, que ficou em terceiro. Kimi Raikkonen, por sua vez ficou com a quarta posição, repetindo assim as duas primeiras filas do GP da Austrália em Melbourne.

hamilton

Com performance satisfatória, após uma boa volta nos segundos finais da sessão, Felipe Massa, desbancou a Renault de Nico Hulkenberg e vai largar na sexta posição ao lado de Daniel Ricciardo da Red Bull. Esta é a 63ª pole position na carreira de Lewis Hamilton, que agora está a duas pole positions de igualar o recorde de Ayrton Senna. O brasileiro, tricampeão do mundo por sua vez, largou 65 vezes na posição nobre do grid ao longo da carreira. O maior recordista de pole positions na história da Fórmula 1, é o alemão heptacampeão mundial, Michael Schumacher, com 68 poles ao todo. O Grande Premio da China, acontece na madrugada deste sábado para domingo, e a largada para as 56 voltas nos 5.461 no Circuito Internacional de Xangai, está marcada para as 3h, pelo horário de Brasília.

grid

Confira abaixo o grid completo para o GP da China: 

q3

Adicionar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *