Em corrida maluca, Hamilton vence em Interlagos e adia decisão do título. Nasr é 9º e Massa tem despedida emocionante

Uma corrida maluca. Em um Grande Premio do Brasil cercado de expectativas em meio à decisão do campeonato, o que se viu na tarde deste domingo foi praticamente uma prova de resistência debaixo de uma chuva que deu as caras em São Paulo e que determinou os rumos da corrida. Entre inúmeras paralisações com diversas entradas de Safety Car, em uma corrida de aproximadamente quatro horas, Lewis Hamilton quebra tabu, vence no Brasil, e assim adia decisão do título da temporada para O GP de Abu Dhabi.

Após adiamento por 10 minutos, chuva força largada com a presença do Safety Car

Sob chuva intensa que caía na capital paulista desde as primeiras horas da manhã, os pilotos foram orientados pela direção de prova a iniciar o procedimento de largada com a presença do Safety Car. Antes disso, a direção de provas bem que tentou evitar o procedimento, onde houve um adiamento da largada em 10 minutos, ainda com a esperança de que a pista melhoraria o que não aconteceu.  Após sete voltas com o Safety Car ditando o ritmo da corrida, os pilotos foram liberados para aceleração máxima. Na frente, Hamilton manteve a primeira posição, seguido por Rosberg. Mais atrás, Max Verstappen deu o bote sobre Kimi Raikkonen na entrada do ‘S’ do Senna, tomando a terceira posição do finlandês. Entre os brasileiros, Felipe Massa ganhou a posição de Gutiérrez e subiu para 11º. No entanto, o brasileiro efetuou a ultrapassagem antes da linha de liberação para ultrapassagens e assim foi punido com o acréscimo em 5s. Vindo do final do pelotão de carros Felipe Nasr passou Ericsson e subiu para 20º.

safety_car_largada_brasil1

Rodada de pit stops começa na nona volta da corrida

Alguns pilotos sentiam uma leve melhora nas condições de pista, e optaram já na volta seguinte a saída do Safety Car por fazer a troca dos pneus de chuva, para pneus intermediários. Nisso, Kevin Magnussen foi o primeiro piloto a abrir a rodada de pit stops para colocar os compostos intermediários. Na volta seguinte foi a vez de Massa, Alonso, Bottas, Button, Vettel, Kvyat, Palmer e Ericsson seguirem a escolha do dinamarquês.

renaul_brasil

Marcus Ericsson bate e ocasiona a entrada do Safety Car

Na 13ª volta da corrida, a pista molhada fez uma vitima, quando o sueco Marcus Ericsson da Sauber aquaplanou na subida da reta, bateu no muro e cruzando a pista até parar na entrada do pitlane. Max Verstappen vinha logo atrás para entrar nos boxes por pouco não atingiu o carro do sueco. O acidente provocou a entrada do Safety Car para retirar o carro do sueco da entrada do pit Lane, em uma paralisação que durou seis voltas.

ericsson_brasil

Relargada tem acidente com Kimi Raikkonen e acionamento da bandeira vermelha

Na 20ª volta os pilotos novamente foram autorizados a relargar, após seis voltas atrás do Safety Car. Mas assim que os carros voltaram a aceleração máxima outro acidente novamente paralisou a corrida. O então terceiro colocado, o finlandês Kimi Raikkonen, mesmo com pneus de chuva extrema, perdeu o controle do carro na subida da reta principal e bateu no muro, cruzando perigosamente a pista na frente do pelotão que vinha atrás. Por muito pouco, Kimi não sofrera um acidente com maior gravidade, dada a posição perigosa como ele aconteceu.  A batida de Raikkonen forçou a direção de prova a paralisar a corrida sob bandeira vermelha. Com a interrupção da corrida, os pilotos retornaram aos boxes e deixaram seus carros. Trocas de pneus foram permitidas.

kimi_brasil1

Bandeira vermelha causa paralisação da prova por 40 minutos

Não reunindo as melhores condições de segurança para os pilotos, a direção de prova que havia optado por parar a corrida até melhorarem as condições do tempo, levou um tempo para definir a sequencia ou não corrida. Com as atividades suspensas por quase 40 minutos, o publico nas arquibancadas de Interlagos vaiou a decisão da direção de prova em manter os carros fora pista, e assim ficaram todos em fila única dentro do pitlane. Os carros voltaram a pista por mais três voltas até a corrida ser interrompida por mais 30 minutos, o que gerou mais insatisfação de equipes, pilotos e até do público nas arquibancadas.

fila_carros

Max Verstappen dá show em Interlagos e vai ao pódio

O garoto prodígio da Fórmula 1, o holandês Max Verstappen deu mostras nesse domingo que está no caminho de ser uma estrela em um futuro próximo na maior categoria do automobilismo mundial. Em uma atuação de luxo, o garoto deu show na pista molhada de Interlagos. Atuação que começou logo na primeira volta da corrida, quando Max, deu o bote sobre Kimi Raikkonen, tomando a terceira posição do finlandês da Ferrari logo na primeira curva. Nisso, Max partiu com tudo para cima de Nico Rosberg na 32ª volta da corrida executando uma bela ultrapassagem sobre Nico Rosberg na Curva do Sol. Na 39ª volta, Max deu um show de habilidade ao controlar a RBR na entrada da reta dos boxes ao perder o controle do carro, por conta da pista molhada, e assim não bateu no muro, e ainda de quebra conseguiu manter a segunda posição, após uma investida de Rosberg que vinha logo atrás.

verstappen-brasil

Ainda assim, nem uma estratégia equivocada da RBR que chamou seus dois carros para colocar pneus intermediários quando a pista não estava em condições para receber esses compostos, a sorte pode dizer que deu outra oportunidade para Max, quando Felipe Massa abandonou a prova após encontrar o muro na subida da reta dos boxes. O acidente com o brasileiro ocasionou outra entrada do Safety Car, e assim Max voltou aos boxes para recolocar pneus de chuva, e aí o que se viu um show de ultrapassagens de Verstappen. Na relargada da corrida, faltando pouco mais de 12 voltas para o fim o holandês estava na 11ª posição, e veio escalando o pelotão com lindas ultrapassagens. Ao final, junto com o premio de melhor piloto da prova, um lugar no pódio foi a recompensar do menino prodígio que é a aposta da Red Bull para 2017.

verstappen-brasil1

Felipe Massa abandona prova e tem despedida emocionante da torcida em Interlagos

Largando da 12ª posição, Felipe Massa fez o que pode dado as limitações do carro da Williams na pista molhada. Massa, que ainda teve uma punição na corrida após uma manobra sobre Esteban Gutierrez antes da linha do Safety Car, tentou de todas as formas dar aos brasileiros uma despedida digna de quem guiou por mais de 14 temporadas na maior categoria do automobilismo mundial. Na 55ª volta, Felipe acabou perdendo o controle da sua Williams na ‘Curva do Café’ e bateu no muro de proteção, bem em frente a torcida. Assim que deixou a sua Williams, Felipe acenou para o publico e enrolado em uma bandeira do Brasil, chorou no caminho de retorno aos boxes, enquanto era ovacionado pelo publico presente no autódromo. Na chegada no pit Lane a pé, outro momento de emoção para o piloto de 36 anos, foi quando ele foi aplaudido por mecânicos de outras equipes enquanto foi recebido por sua esposa, seu filho Felipinho e seu pai Antonio Massa. Por fim, Felipe ainda terá o Grande Premio de Abu Dhabi, como o seu ‘ato final’ em uma carreira que contempla um cartel de 11 vitórias, 16 poles positions, 14 voltas mais rápidas e 41 pódios, sendo ele o 9º piloto com maior número de largadas na F1, com 250 corridas na carreira.

felipe_brasil

Felipe Nasr suporta pressão dos rivais em marca os primeiros pontos da temporada

Largando da ultima posição da corrida, Felipe Nasr foi também um dos destaques da prova em Interlagos. Sabedor das dificuldades que a Sauber enfrentou ao longo da temporada, a chuva e uma estratégia ousada do brasileiro garantiram os primeiros pontos não só de Nasr, mas da escuderia suíça que assim pode vislumbrar uma boa quantia em dinheiro com a pontuação na tabela de construtores. Mas a corrida do piloto brasiliense foi uma tônica do que foi a temporada de 2015, quando Nasr pontuou em diversas provas da temporada passada, no sentido de aproveitar as oportunidades. Em um determinado momento, Nasr chegou a estar na sexta posição da prova, sendo superado pelos carros da Red Bull e a Force India de Nico Hulkenberg. Nas voltas finais, Nasr apenas conteve as investidas da McLaren de Fernando Alonso e a Manor de Esteban Ocon, para garantir seus primeiros pontos no ano, e assim aliviar a pressão que recai sobre Felipe que ainda não tem seu lugar garantido na temporada do ano que vem.

nasr_brasil4

Segunda posição para Rosberg praticamente encaminha o título para o alemão

Se tem alguém que deixou Interlagos com sorriso de orelha a orelha foi Nico Rosberg. Após uma corrida altamente conservadora, procurando sempre se manter na zona de pódio, Nico evitou disputas mais intensas como a investida de Max Verstappen pouco antes da metade da corrida. Com o resultado obtido em Interlagos, para conquistar o primeiro titulo da carreira, Nico Rosberg precisa de um terceiro lugar em Abu Dhabi daqui duas semanas.

nico_brasil

Hamilton quebra tabu, vence em Interlagos e ainda sonha com o tetra

Em mais de dez anos de carreira, um tabu ainda incomodava o tricampeão Lewis Hamilton em sua exitosa carreira. Hamilton ainda não havia vencido no Brasil. Fã declaro do tricampeão Ayrton Senna, Hamilton se inspirou no piloto brasileiro e com uma atuação segura e sem ser ameaçado em momento algum por seus rivais, venceu o Grande Premio do Brasil na tarde deste domingo, quebrando assim o tabu que tanto o incomodava. De quebra a Hamilton adia a decisão do título da temporada para o GP de Abu Dhabi, onde precisará vencer a corrida e torcer para que seu rival na luta pelo título, Nico Rosberg não esteja no pódio. A corrida em Interlagos também marcou a 52ª vitória na carreira de Hamilton, que agora se tornou o segundo piloto na história da Fórmula 1 em número de vitórias, ficando atrás apenas de Michael Schumacher que teve 91 triunfos com sete títulos conquistados. A Fórmula 1 que agora já faz as malas e segue para Abu Dhabi, para a 21ª e última etapa da temporada no Grande Premio de Abu Dhabi, na corrida que vai definir o campeão da temporada 2016. A largada para as 55 voltas dos 5.554km do Circuito de Yas Marina está marcada para às 11h pelo horário brasileiro de verão.

hamilton_brasil2

Confira abaixo o resultado final do GP do Brasil:

resultado_gp_do_brasil

Adicionar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *