Penúltima corrida do ano, GP do Brasil tem clima de despedida em meio à decisão do campeonato

A temporada 2016 da Fórmula 1 está na sua reta final em uma emocionante disputa entre os carros da Mercedes. Separados por 19 pontos faltando duas corridas, é em clima de decisão que a maior categoria do automobilismo mundial desembarca no Brasil neste final de semana, onde o lendário Autódromo de Interlagos pode coroar neste final de semana o primeiro titulo de Nico Rosberg na carreira.

Nico Rosberg pode deixar Interlagos com o primeiro titulo da carreira

Com a tranqüilidade de quem pode conquistar o primeiro titulo na carreira neste final de semana, Nico Rosberg chega a Interlagos precisando vencer a prova para conquistar o titulo por antecipação. Ainda assim, caso a vitoria não venha, Nico pode conquistar o titulo com mais um segundo e um terceiro lugar, deixando a situação para o alemão ainda mais confortável. A favor de Rosberg, pesa o fato de ser o atual vencedor da prova nos dois últimos anos, ao contrario de Hamilton que nunca venceu no Brasil.

rosberg_brasil1

Hamilton se espelha em Senna para seguir sonhando com o tetra

Fã declarado de Ayrton Senna, o britânico Lewis Hamilton chegou ao Brasil, ainda sonhando em estragar o sonho de ver o seu maior rival comemorar o primeiro titulo da carreira neste final de semana. Para isso acontecer, Hamilton não pode pensar em outro resultado que não seja a vitoria neste domingo. E caso a vitória aconteça, Hamilton quebra um tabu na sua carreira com três títulos mundiais, sem nunca ter vencido o Grande Premio do Brasil. Como inspiração para quebrar esse tabu, Hamilton se inspira em Senna para conseguir esse feito, onde até uma pintura especial no capacete do britânico para esse final de semana, e que homenageia o brasileiro tricampeão do mundo foi feita, é desta forma Lewis ainda segue sonhando com o titulo da temporada.

hamilton_brasil

Red Bull, Ferrari e até Williams tentarão desafiar supremacia da Mercedes neste final de semana

Neste final de semana, as três escuderias que tentam desafiar o domínio da Mercedes, novamente irão à pista com o objetivo de tentar incomodar a escuderia alemã que domina com sobras o cenário atual da Fórmula 1. Nesta temporada, somente a Red Bull conseguiu destronar a Mercedes por duas oportunidades, ao contrario de Ferrari que teve chances de vencer, diferente da Williams que sequer andou perto de Mercedes, RBR e Ferrari, mas tem em seu favor um bom retrospecto no circuito paulista, e pode surpreender ao longo do final de semana.

ricciardo_brasil1

Felipe Massa se despede da torcida brasileira neste final de semana

O final de semana terá uma dose extra de emoção para Felipe Massa que corre pela ultima vez na Fórmula 1 em Interlagos. Vencedor no Brasil em 2006, após encerrar um jejum de 13 anos após a ultima vitoria de Senna em 1993, Massa repetiu o triunfo em 2008 após uma situação amarga de perder o titulo mundial em casa, mesmo vencendo a corrida para Lewis Hamilton. Mesmo assim, uma serie de ações e homenagens estão previstas para Felipe, onde até a carenagem da sua Williams escrito “Obrigado, Massa” será visível no carro do brasileiro ao longo do final de semana. Na pista, Felipe tentará um improvável pódio correndo em casa, devido às dificuldades de performance ao longo da temporada. Mesmo assim, o histórico de bons desempenhos da Williams em Interlagos pode jogar a favor de Massa ao longo do final de semana.

massa_brasil4

Felipe Nasr ainda não decidiu seu futuro e representante brasileiro corre risco de ficar fora

Ainda sem futuro definido para 2017, Felipe Nasr vê as chances permanecer na Fórmula 1 cada vez mais escassas, tendo em vista que duas das opções do brasileiro para o ano que vem acabaram se fechando. A primeira delas, que parecia ser a mais concreta, a Force India, fechou na ultima semana com o francês Esteban Ocon, que hoje guia pela equipe Manor. Outra opção ventilada para Nasr seria a Renault, que já havia anunciado a contratação de Nico Hulkenberg para o ano que vem, e também na ultima semana anunciou a renovação de Jolyon Palmer por mais um ano na escuderia francesa. Para piorar a situação de Nasr, outra equipe tida como opção para o brasileiro seria a norte-americana Haas, que tem Romain Grosjean já confirmado para o ano que vem, e espera fechar com Kevin Magnussen nas próximas horas, em uma negociação tida como fechada dentro do paddock da Fórmula 1. Com isso, Nasr teria como opção uma renovação com a Sauber, ou uma vaga na Manor para assim seguir na categoria na próxima temporada, em um cenário onde o tempo parece jogar contra o piloto brasileiro, que corre sério risco de ficar de fora da Fórmula 1 em 2017.

nasr_brasil2

Autódromo de Interlagos leva o nome de uma lenda do automobilismo brasileiro

O Autódromo de Interlagos, que para muitos é considerado um templo do automobilismo brasileiro, leva o nome de uma lenda das pistas, e que por uma daquelas ironias da vida, não conseguiu escrever seu nome na galeria dos campeões mundiais de Fórmula 1. Seu nome: José Carlos Pace.

Pace, ou ‘Moco’ como era conhecido, para alguns era um piloto de um talento único, para muitos um campeão que não teve tempo de chegar o titulo mundial, e que escreveu seu nome para sempre na história do automobilismo mundial em um 26 de janeiro de 1975, na maior corrida da sua breve carreira na Fórmula 1. Guiando pela Brabham, contra a força da McLaren de Emerson Fittipaldi, os brasileiros protagonizaram um belo duelo entre compatriotas, levando o publico brasileiro ao delírio em um circuito de Interlagos abarrotado de tanto publico, os brasileiros foram agraciados com uma bela vitória para Pace que recebeu a bandeira quadriculada 5s a frente de Emerson, protagonizando uma dobradinha brasileira em correndo em casa. Algo que só aconteceria 11 anos mais tarde em Jacarepaguá com Piquet e Senna.

Mas entre algumas ironias da vida, aquela vitória em Interlagos em 1975, acabara sendo a única vitória na carreira de José Carlos Pace, naquela que foi a primeira dobradinha brasileira na história da Fórmula 1. Pace acabou perdendo a vida em um acidente de helicóptero em março de 1977, justamente em um ano que para muitos, Moco era apontado como franco favorito a conquistar o titulo mundial daquele ano, dadas as qualidades do carro da Brabham para aquela temporada. Em homenagem a Moco, o Autódromo de Interlagos, foi rebatizado em 1985 de José Carlos Pace.

pace4

Alain Prost é o maior vencedor com seis triunfos no Brasil

Um dos melhores pilotos da história da Fórmula 1, detentor de quatro títulos mundiais, também é o piloto que mais venceu o GP do Brasil, nos seus mais de 40 anos de existência. Entre corridas em Interlagos e Jacarepaguá, o francês Alain Prost soma seis vitórias (1982, 1984, 1985, 1987, 1988 e 1990). Em seguida Michael Schumacher com quatro vitórias e em terceiro o argentino Carlos Reutemann com três vitorias no Brasil.

prost_brasil

Grande Premio do Brasil acontece na tarde de domingo

Com previsão de chuva para o domingo, o Grande Premio do Brasil, marca a 20ª etapa da temporada, e que pode definir Nico Rosberg como mais novo campeão mundial de Fórmula 1. Para isso acontecer, basta Nico vencer a corrida, e assim ficará com uma vantagem superior a 25 pontos sobre Hamilton, faltando apenas uma corrida a ser disputada, em Abu Dhabi, daqui duas semanas. O treino classificatório acontece neste sábado às 14h, e a largada para as 71 voltas, nos 4.309km do Autódromo José Carlos Pace, ou Circuito de Interlagos, está marcada para as 14h, pelo horário brasileiro de verão.

largada_brasil_1991

Adicionar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *