Décima nona etapa da temporada, F1 pode definir o campeão neste final de semana no GP do México

Com a proximidade do final da temporada da Fórmula 1, o mundial de pilotos chega a sua reta final, faltando três corridas para o fim daquela é a temporada mais longa da história da Fórmula 1. Com 21 etapas neste ano, a maior categoria do automobilismo mundial desembarca neste final de semana na Cidade do México, para 19ª etapa da temporada, no Grande Prêmio do México. Em uma corrida que pode dar o título por antecipação a Nico Rosberg.

Nico Rosberg pode conquistar o título neste final de semana

Mesmo tendo reduzida a vantagem sobre Lewis Hamilton com a vitória do britânico no Grande Prêmio dos Estados Unidos no último final de semana, Nico Rosberg chega no México como único piloto que pode deixar o solo mexicano comemorando o primeiro título da carreira. Para isso acontecer, o alemão da Mercedes precisará de uma vitória no domingo, e torcer para que Hamilton chegue apenas na 10ª posição, marcando apenas um ponto. Combinação pouco provável para o momento, Rosberg deve focar em uma ‘marcação’ a Hamilton ao longo do final de semana, a fim de que sabe se não decidir o campeonato neste final de semana, adiando a possível conquista para o GP do Brasil.  Nico, que se for campeão igualará o feito de seu pai, o sueco Keke Rosberg que correu com nacionalidade finlandesa, e que foi campeão mundial pela Williams em 1982.

Hamilton ainda sonha com o tetra, mas tem difícil missão até o fim da temporada

Vencedor no Grande Prêmio dos EUA no último final de semana, após um jejum de cinco corridas sem vencer, o britânico ainda sonha com o quarto título na carreira nesta temporada. Sabendo de que terá uma missão difícil para as três últimas corridas da temporada, Hamilton além de precisar vencer as corridas que restam, terá de torcer por algum insucesso de Rosberg para diminuir a vantagem de Rosberg na luta pelo título.

Red Bull tenta andar perto da Mercedes neste final de semana

Com o final da temporada, a Red Bull é o carro que mais se aproximou e superou por duas vezes na temporada a supremacia da Mercedes. Para este final de semana e também para as últimas três corridas do ano, a Red Bull deve ser a pedra no sapato da Mercedes, onde a grande aposta da equipe austríaca é no GP do Brasil, onde a RBR conta com bom retrospecto.

redbull_malasia

Após trapalhada em Austin, Ferrari tenta terminar ano com dignidade

Depois de um final de semana ruim nos Estados Unidos, com direito a trapalhada em um pit stop de Kimi Raikkonen, onde uma das rodas da Ferrari do finlandês não ficou bem fixada, e obrigou o ‘homem de gelo’ a abandonar a corrida, fato que gerou um mal-estar dentro da equipe. Nisso, a Ferrari chega a Cidade do México querendo apagar a má atuação em Austin sonhando com um bom resultado. Em uma temporada para esquecer, a Ferrari já admite que pensa no carro para 2017, quando completará 10 anos do seu último título de pilotos com Kimi Raikkonen.

vettel_malasia1

Correndo em casa, Sérgio Pérez é o destaque no final de semana

Piloto de destaque dentro do circo da Fórmula 1, o mexicano Sérgio Pérez é o destaque no final de semana. De contrato renovado com a Force India e correndo em casa, e com excelente retrospecto na atual temporada, onde o mexicano soma dois pódios, um em Mônaco e outro em Baku, Pérez sonha com um bom resultado diante de seus torcedores, coroando uma boa temporada de um dos pilotos mais destacados do grid atual, graças ao bom trabalho na Force India nas duas últimas temporadas.

Correndo no México pela última vez, Felipe Massa tenta bom resultado neste final de semana

Depois de um bom sétimo lugar em Austin, e batalhar contra Fernando Alonso e Carlos Sainz Jr, Felipe Massa tenta aproveitar as suas últimas três corridas na carreira na Fórmula 1. Ainda sem anunciar qual será o seu futuro dentro do automobilismo, Felipe tenta até o final do ano terminar a carreira fazendo o melhor o possível, e com a vantagem de não sofrer mais a pressão por resultados, o que pode ajudar o brasileiro na busca por uma boa performance ao longo do final de semana no México.

massa_mexico

Ainda sem anunciar qual o seu futuro na F1, Felipe Nasr sonha com bom resultado no México

Com uma temporada ruim da Sauber, Felipe Nasr tenta fechar 2016 sonhando com o primeiro ponto no ano, o que parece pouco provável com um carro que não apresenta melhoras em relação aos rivais. Fora da pista, o brasiliense que é cotado para assumir a vaga de Nico Hulkenberg, que deixou a Force India para assinar com a Renault para 2017, ainda não definiu seu futuro dentro da F1, onde as possibilidades de sair um acordo entre as duas partes são boas.

nasr_eua

Entre as inúmeras histórias do GP México, em 1992 marcou o primeiro pódio de uma lenda das pistas

O ano era 1992, e a Williams que Ayrton Senna denominava ser de ‘outro planeta’ dominou do início ao fim, aquela que seria a última vez da Fórmula 1 no México, antes de retornar ao país em 2015. Com direito a dobradinha com Nigel Mansell na frente e Riccardo Patrese em segundo. Na ocasião a corrida no México marcou o primeiro pódio daquele que anos mais tarde viria a ser o maior vencedor de todos os tempos da Fórmula 1, seu nome: Michael Schumacher, então piloto da Benetton.

schumacher_mexico

Entre os pilotos brasileiros, somente Senna venceu no México

Entre idas e vindas, o Grande Premio mexicano registra apenas uma vitória brasileira em seu traçado tradicional. Coube a Ayrton Senna em 1989, colocar o nome do automobilismo brasileiro no lugar mais alto do pódio pela única vez no autódromo Hermanos Rodríguez. Foi também no México, mas em 1991, que o próprio Senna protagonizou um dos acidentes mais espetaculares da sua carreira, ao perder o controle da McLaren na entrada da antiga curva ‘Peraltada’ que no traçado reformulado foi extinta, e que era a grande atração no traçado antigo, por se tratar de uma curva desafiadora e de alta velocidade. Senna na ocasião capotara seu carro de cabeça para baixo, e com sorte saíra ileso da situação, dada a gravidade do acidente.

senna_mexico

GP do México será no final da tarde para os brasileiros, em TV fechada

Assim como no GP dos EUA, por se tratar de um país onde o fuso horário é menor que o horário de Brasília, o Grande Prêmio do México acontece no final da tarde para os brasileiros, e que por opção da Rede Globo de televisão, detentora dos direitos de transmissão, não irá exibir a corrida ao vivo, por conta da cobertura do pleito eleitoral, que acontecerá em várias cidades do Brasil neste domingo. Sendo assim, novamente o canal Sportv, já anunciou transmissão ao vivo de todas as sessões de treinos e a corrida no domingo. Dessa forma, para aqueles que não possuem TV fechada, a Rede Globo fará, assim como no GP dos EUA, uma reprise da prova, logo após o ‘Fantástico’ na noite de domingo. No sábado acontece o treino classificatório que define as posições de largada. E no domingo, a largada para as 71 voltas nos 4.304km no tradicional Autódromo Hermanos Rodríguez, na Cidade do México, está marcada para às 16h pelo horário de Brasília.

largada_mexico

Adicionar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *