Décima oitava etapa da temporada, F1 desembarca nos EUA neste final de semana em clima de decisão

Duas semanas após a vitória incontestável de Nico Rosberg no Grande Prêmio do Japão, e que colocou o piloto alemão da Mercedes com uma vantagem de 33 pontos sobre Lewis Hamilton, faltando quatro corridas para o final da temporada, a Fórmula 1 retorna neste final de semana em Austin, no Texas, para a 18ª etapa da temporada, no Grande Premio dos Estados Unidos. Numa corrida que pode encaminhar o primeiro título para Rosberg.

Rosberg tenta manter vantagem sobre Hamilton e pode encaminhar título neste final de semana

Após uma atuação perfeita em Suzuka, Nico Rosberg chega a Austin com a tranquilidade de quem até o momento faz a sua melhor temporada da carreira, após dois anos ofuscado pelo seu maior rival, o britânico Lewis Hamilton. Com nove vitorias no ano, Rosberg sabe que para as ultimas quatro corridas da temporada, a regularidade pode ser sua principal aliada no caminho do titulo, perante a um Hamilton que vive um momento ruim no ano, e que chega pressionado aos EUA, uma vez que o Lewis não vence uma corrida desde julho.

nico_cingapura

Hamilton corre pensando apenas na vitória no domingo

Vencer, vencer e vencer. Não há outro verbo a ser conjugado pelo britânico Lewis Hamilton até o final da temporada a não ser este. Sem vencer uma corrida desde o GP da Alemanha em julho, Hamilton começou o ano vendo o seu companheiro de equipe e rival na luta pelo título, Nico Rosberg, abrir quase 50 pontos de vantagem logo nas primeiras corridas da temporada, algo surpreendente e que obrigaria Hamilton a se desdobrar para descontar a vantagem de Nico. O que Hamilton não esperava, é que rapidamente ele (Hamilton) descontaria esta vantagem em poucas corridas, somado a uma serie de corridas ruins de Rosberg, onde o britânico chegou a assumir a liderança do mundial após vencer o GP da Hungria, em uma sequencia de quatro vitorias, todas elas curiosamente no mês de julho. Desde então, após o retorno das atividades da Fórmula 1 no GP da Bélgica, o britânico parece ter perdido o rumo, e com uma sucessão de erros, principalmente nas largadas, quando foi ‘engolido’ pelos rivais em Monza e duas semanas atrás em Suzuka, tem sido determinantes para as corridas ruins do atual tricampeão. Para este final de semana, Hamilton sabe que terá de adotar a postura de ‘erro zero’ se quiser sair de Austin ainda sonhando com a possibilidade de lutar pelo quarto título da carreira.

hamilton_malasia1

Correndo em ‘casa’ equipe Haas é destaque neste final de semana

Uma das equipes ‘sensação’ da temporada, a equipe norte-americana HaasF1, corre em casa pela primeira vez, desde que ingressou na maior categoria do automobilismo mundial neste final de semana. Com desempenho destacado nas primeiras corridas do ano, em especial com o francês Romain Grosjean, que já teve anunciada a sua permanência na equipe para 2017, a escuderia da casa espera contar com o apelo local para quem sabe emplacar alguns pontos correndo diante do publico americano. Fora da pista, a Haas espera anunciar em breve uma possível permanência de Esteban Gutierrez por no mínimo mais uma temporada, pondo fim a diversas especulações de outros pilotos na equipe norte-americana.

haas

Pensando em 2017, Ferrari chega nos EUA pressionada com a possibilidade de fechar ano sem vencer

Se tem uma equipe que já pensa no carro de 2017, essa equipe é a Ferrari. Em uma temporada que variou entre o regular e o ruim, a equipe italiana ainda sonha com uma vitória para não terminar a temporada de 2016 sem estar no lugar mais alto do pódio, feito que conseguiu por três vezes no ano passado, e que neste ano por conta de erros estratégicos viu a Red Bull ser única equipe a conseguir desbancar a Mercedes no ano, com duas vitórias.

vettel_cingapura1

Também mirando o carro para 2017, Red Bull ainda quer mais vitórias neste ano

Único carro que conseguiu desbancar a Mercedes por duas vezes na temporada, a Red Bull quer seguir como a equipe a ameaçar o ‘reinado’ da Mercedes neste ano. Com boas performances de seus pilotos, que já estão confirmados pela equipe austríaca para o ano que vem, a RBR quer fazer da reta final deste ano o ponto de partida para quem sabe voltar a ser protagonista em 2017, dando a sua dupla de pilotos chances reais de lutar por mais vitorias ao longo do ano.

redbull_malasia

Perto do adeus, Felipe Massa vive seus últimos GP’s na Fórmula 1

Após anunciar que vai se retirar da Fórmula 1 no final desta temporada, o final de temporada para Felipe Massa tem sido muito mais uma rotina de despedida do que de performances que contemplem bons resultados na pista. Ainda sem um rumo definido para a carreira, Massa já deixou bem claro que não retorna para o Brasil após deixar a Fórmula 1, e que estuda propostas de três categorias para seguir correndo na Europa, uma vez que reside em Mônaco. Rumores apontam o Mundial de Endurance (WEC), como o provável destino de Massa. Ao mesmo tempo há quem diga que Felipe está muito próximo de participar da DTM, o campeonato alemão de carros de turismo, em um equipe de ponta. Por fim, a Fórmula E também pode ser o destino de Massa, mas esta opção já é mais remota para o momento, uma vez que a temporada da categoria carros elétricos já começou.

massa_malasia1

Ainda sem definir seu futuro, Felipe Nasr espera renovar com a Sauber

Diferente de Felipe Massa, que se despede no final da temporada, o outro Felipe, o Nasr, luta para permanecer na Fórmula 1 em 2017. Com contrato com a Sauber se encerrando no final do ano, o brasiliense que ainda tem seu futuro indefinido, estuda diversas opções para seguir na categoria, onde a mais forte para o momento é uma renovação com a equipe suíça. Mesmo assim, não está totalmente descartada a possibilidade de Nasr aparecer em alguma outra escuderia, uma vez que equipes como Force India, que anunciou a saída de Nico Hulkenberg, que horas depois foi confirmado na Renault para 2017. A própria Renault que ainda não anunciou quem será o companheiro de Nico na próxima temporada também surge como alternativa para Nasr, e a Haas que também não renovou com Esteban Gutierrez, podem pintar como possibilidade de destino para o brasileiro. Outro caminho, mas este mais remoto, é a Williams que ainda tem o segundo cockpit vago, mas que deve anunciar o jovem canadense Lance Stroll. Por fim, o anuncio do destino de Nasr não deve tardar muito, uma vez que boa parte das escuderias já informou que espera fazer seus anúncios no outro final de semana no Grande Premio do México.

Alvo de especulações sobre o seu futuro GP dos EUA vai para a sua quinta edição.

Entre idas e vindas, se tem um lugar no mundo onde Fórmula 1 ainda tem uma dificuldade de emplacar seu produto enquanto esporte é nos Estados Unidos. Enfrentando a concorrência de publico frente a categorias como a Fórmula Indy e a Nascar, esta em especifico a de maior popularidade do público norte-americano, a Fórmula 1 desde que fixou seu palco em Austin em 2012, parece aos poucos cair nas graças do exigente publico local. Ao longo dos 66 anos da maior categoria do automobilismo mundial, a corrida em solo americano por vários anos trocou de local, onde por muito tempo havia o Grande Premio do Leste dos Estados Unidos, que aconteceu entre os anos de 1982 até 1988 que acontecia nas ruas de Detroit. Antes disso, entre 1975 até 1983, com a nomenclatura de Grande Premio do Oeste dos Estados Unidos, a prova acontecia nas ruas de Long Beach, sempre no inicio da temporada. E o Grande Premio Leste dos Estados Unidos, no circuito de Watkins Glen, aconteceu entre os anos de 1976 até 1980, e que acontece geralmente perto do final da temporada, em uma época em que a Fórmula 1, desembarcava nos Estados Unidos duas vezes por ano.

detroit-f1

Além disso, a Fórmula 1 também passou por outros circuitos norte-americanos ao longo de sua historia, como o circuito de Dallas em 1984, para depois se fixar em Phoenix entre 1989 e 1991, ultimo ano antes dos americanos entrarem em um ‘hiato’ com a Fórmula 1, até retornar no lendário circuito de Indianápolis em 2000, ficando até 2007, em uma pista que fazia uso de uma parte do tradicional circuito oval, onde são disputadas as 500 Milhas de Indianápolis. Por fim, coube ao Circuito das Américas em Austin, levar a Fórmula 1 de volta para os Estados Unidos em 2012, até os dias atuais. Em uma história de idas e vindas entre Fórmula 1 e os norte-americanos, ainda não está descartada uma saída da Fórmula 1 do Texas, onde um circuito nas ruas de Nova Jersey segue em estudo pela categoria, podendo ser em um futuro próximo, o novo local da Fórmula 1 na terra do ‘Tio Sam’.

f1_phoenix

Fórmula 1 nos Estados Unidos registra oito vitórias brasileiras

Mesmo contando com diversos nomes ao longo de sua história no GP norte-americano, a terra do ‘Tio Sam’ viu nada mais, nada menos do que oito vitórias brasileiras, ao longo de sua historia. Foram cinco triunfos com Ayrton Senna, três deles em Detroit (1986,87 e 88) e duas em Phoenix (1990 e 1991), uma de Nelson Piquet, em Long Beach (1980), uma de Emerson Fittipaldi em Watkins Glen em 1970, e uma de Rubens Barrichello no circuito de Indianápolis em 2002.

piquet_emmo

GP dos EUA acontece à tarde e sem transmissão ao vivo para TV aberta

Em um horário diferente do habitual, o GP dos Estados Unidos neste final de semana acontece na tarde deste domingo, para nós brasileiros. Por se tratar de um horário com fuso menor que o horário de Brasília, a largada para as 53 voltas dos 5.513km do Circuito das Américas, em Austin no Texas, está marcada para as 17h pelo horário de Brasília. A corrida, assim como nos anos anteriores não terá transmissão ao vivo para o publico brasileiro na TV aberta, uma vez que ela acontece no mesmo horário dos jogos da rodada do Campeonato Brasileiro de futebol. Sendo ela transmitida ao vivo apenas na TV paga pelo canal Sportv, que já anunciou a transmissão de todas as sessões de treinos e a corrida ao vivo. A Rede Globo por sua vez, detentora dos direitos de transmissão da Fórmula 1 para TV aberta, deve transmitir uma reprise da corrida à noite, logo após o ‘Fantástico’, o que ainda não foi confirmado pela emissora. Ao longo do final de semana o ‘Volta Final’ vai trazer tudo o que de melhor acontecer na corrida que marca a 18ª etapa da temporada.

usa_gp

Adicionar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *