Rosberg confirma favoritismo e crava a pole na Bélgica, com Hamilton em 21º. Massa é o 10º e Nasr o 16º

Numa disputa acirrada pelo titulo da temporada atual, qualquer revés na luta pelo campeonato pode ser fatal, tanto para quem lidera a disputa, quanto para quem está correndo atrás da ponta do campeonato. Desta forma, se aproveitando das trocas de componentes no carro de Lewis Hamilton, e que renderam diversas punições no grid de largada para o britânico, Nico Rosberg confirmou o seu favoritismo, e vai largar na frente no Grande Premio da Bélgica.

Q1 elimina Hamilton, Nasr e Alonso, tem Felipe Massa com o melhor tempo

A sessão classificatória começou com algumas definições em relação ao grid de largada, já realizadas antes mesmo de começarem os treinos livres de sexta-feira, quando a Mercedes definiu a troca de motor e outros componentes no carro de Hamilton. Troca, que renderia ao britânico a punição por conta das regras da categoria, que o levaria para o final do grid de largada, o que logo de cara dava a chance para Nico Rosberg pular na frente no domingo. Mesmo assim, para evitar largar dos boxes, Hamilton ainda foi à pista no Q1, para fazer um tempo de volta, para ter direito de largar no grid, e não dos boxes. Com o 19º tempo, o britânico nem esperou o final da sessão para deixar o carro nos boxes e ir para o paddock assistir o resto do treino. Outro que teve um revés na primeira parte do treino foi Fernando Alonso, que sequer conseguiu marcar um tempo de volta. Tudo porque a McLaren do espanhol, o deixou a pé tão logo na saída para tentativa de volta rápida. Com isso Alonso fará companhia para Hamilton na ultima fila do grid, fato inusitado para dois pilotos com títulos mundiais na bagagem. Outro que foi eliminado foi Felipe Nasr. Com uma ligeira melhora no carro da Sauber, o piloto brasileiro por muito pouco não avançou para o Q2, o que de certa forma deu um novo animo para a equipe suíça na volta das férias. Mas a grande surpresa da primeira parte do treino ficou por conta de Felipe Massa. Com uma volta voadora, o piloto da Williams, cravou o melhor tempo da sessão. Com isso, foram eliminados no Q1, Felipe Nasr (Sauber), Esteban Ocon (Manor), Daniil Kvyat (STR), Marcus Ericsson (Sauber), Lewis Hamilton (Mercedes) e Fernando Alonso (McLaren).

Q2 tem mais seis eliminados, com destaque para desempenho da Force India

A segunda parte do treino foi o momento em que a Mercedes de Nico Rosberg, franco favorito a pole position, resolveu colocar ordem na casa. Pensando na corrida, o alemão foi à pista com os pneus macios, e ainda nos primeiros minutos da sessão tratou logo de marcar o melhor tempo, e se garantir no Q3, deixando o resto do pelotão lutar pelas demais vagas. Nisso, sem maiores sustos, os carros que costumeiramente andam na parte da frente do grid, foram se classificando para o Q3, com destaque positivo para os carros da Force India, que tem apresentado um excelente desempenho ao longo do final de semana, e que no Q2 cravaram o 3º e 4º tempo co Hulkenberg e Pérez respectivamente. Por fim, coube a Jenson Button, ficar com a ultima vaga do Q3, um premio para a McLaren, que tem sido um carro em franca evolução, onde se especula que talvez em 2017, a tradicional escuderia britânica tenha oportunidades reais de andar na parte da frente do grid. Por fim, foram eliminados no Q2, Romain Grosjean (Haas), Esteban Gutiérrez (Haas), Jolyon Palmer (Renault), Carlos Sainz (STR), Pascal Wehrlein (Manor).

Rosberg confirma favoritismo e fica com a pole em Spa-Francorchamps

Confirmando o favoritismo, Nico Rosberg que não tinha nada a ver com os problemas de Hamilton, na manhã deste sábado, aproveitou a chance que teria de largar na frente, se confirmasse seu favoritismo a pole position, e a partir disso, ter chances reais de vencer no domingo. Mas engana-se quem poderia achar que Nico conquistaria a pole até com certa facilidade, porque com uma estratégia de corrida diferente da maioria dos pilotos, Max Verstappen e Kimi Raikkonen por muito pouco não estragaram a festa de Nico, ficando ambos apenas 0.1 décimo atrás de Rosberg, o que mesmo com a superioridade consolidada da Mercedes nas ultimas temporadas, liga um sinal de alerta para Rosberg na largada deste domingo. Nico, que já perdeu o GP da Alemanha, após uma péssima largada, espera não cometer o mesmo erro de três semanas atrás, quando tinha a vantagem de largar na frente, e viu a mesma vantagem se esvair antes mesmo de completar a primeira curva. Esta é a 28ª pole na carreira de Nico Rosberg, que tenta amanhã frear uma sequencia de seis vitorias nas ultimas sete corridas de Lewis Hamilton, e assim buscar uma recuperação no campeonato. O Grande Premio da Bélgica acontece neste domingo, com largada marcada para as 44 voltas dos 7.004km, do lendário circuito de Spa-Francorchamps, para as 9h pelo horário de Brasília.

Confira abaixo o grid completo para o GP da Bélgica:

Adicionar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *