Tradicional no calendário da F1, GP da Hungria pode marcar final de semana de reviravolta na luta pelo título da temporada

Uma das corridas mais longevas dentro do calendário da Fórmula 1, o Grande Premio da Hungria está dentro do calendário da maior categoria do automobilismo mundial, desde 1986. De lá para cá, inúmeras historias, disputas épicas e vencedores diferentes em uma pista onde o maior desafio é encontrar o ponto certo para ultrapassar dentro dos 4.381km do travado circuito de Budapeste. É com este cenário, que a Fórmula 1 desembarca neste final de semana, para escrever mais um capitulo da temporada 2016, na corrida que marca a décima primeira etapa do campeonato.

Rosberg chega pressionado em Budapeste

Após ver toda a sua vantagem na liderança do campeonato se esvair em poucas corridas, Nico Rosberg, chega à Hungria pressionado por um bom resultado, se quiser se manter na liderança do campeonato. Sonhando com o primeiro titulo na carreira, Nico sabe que para se manter líder do mundial, precisará chegar à frente de Hamilton, do contrário perderá a liderança, uma vez que a vantagem que chegou a quase 50 pontos, hoje é de apenas um ponto. Partindo disso, caso perca a liderança neste final de semana, restará ver quais os impactos psicológicos terá Rosberg, uma vez que luta contra o atual tricampeão do mundo pelo titulo da temporada.

Hamilton pode deixar a Hungria como líder do campeonato

Depois de um inicio de temporada ruim do atual campeão Lewis Hamilton, os ventos parecem finalmente conspirar a favor do britânico. Com duas vitorias em sequencia, somado com insucessos do seu maior rival no momento, Nico Rosberg, o britânico está mais vivo do nunca na luta pelo tetracampeonato. Com uma reação contundente sobre Nico, onde nem o fã mais otimista de Lewis poderia imaginar o tricampeão descontar uma vantagem de forma rápida, faltando ainda metade das corridas da temporada a serem disputadas, já há um rumor de que caso Hamilton assuma a liderança neste final de semana, o britânico caminharia a passos largos para o quarto titulo da sua carreira.

Palco de uma, das três vitorias de Vettel em 2015, alemão espera bom desempenho

Ainda sonhando com a primeira vitoria no ano, Sebastian Vettel sabe o caminho para triunfar no circuito travado de Hungaroring. Após uma excelente largada dos carros da Ferrari, Vettel fez uma estratégia perfeita e venceu em Budapeste no ano passado. Para este final de semana Vettel tentará espantar a sina de resultados ruins que tem assombrado a rotina do tetracampeão em 2016.

Red Bull também espera ter uma boa performance em Budapeste

Equipe que apresentou uma grande evolução em seus carros em 2016, superando por vezes a Ferrari, a Red Bull aposta na competência do seu chassi para tentar surpreender a Mercedes neste final de semana. Vencedora da prova em 2014 com Daniel Ricciardo, a escuderia austríaca vê com bom olhos a possibilidade de ser a desafiante da Mercedes na corrida neste domingo.

Felipe Massa chega a Budapeste querendo somar pontos no campeonato

Precisando de boas performances para vislumbrar um bom contrato para 2017, Felipe Massa entra em um momento decisivo na temporada. Visando um bom contrato para 2017, Massa sabe que os resultados recentes não tem ajudado a chamar a atenção das equipes que ainda tem lugares disponíveis para a próxima temporada. Sem demonstrar preocupação com o futuro, Massa precisa de um bom final de semana em Budapeste, para começar a projetar até mesmo uma renovação com a Williams, algo até o momento ainda não comentado dentro do paddock.

Felipe Nasr aposta nas novidades aerodinâmicas na Sauber para ter um bom desempenho

Carente de bons resultados esse ano, Felipe Nasr aposta na atualização do pacote aerodinâmico da Sauber para tentar sair das ultimas posições do grid, fato que tem prejudicado muito a performance de seus pilotos na temporada até o momento. Fora da pista, a Sauber nesta semana foi vendida para um grupo suíço de investidores, que inicialmente vai garantir o futuro da equipe, sem fazer nenhuma alteração de estrutura, tanto dentro e fora da pista. Um alivio para a equipe que sofria sérios problemas financeiros desde o inicio da temporada, e que agora pode vislumbrar dias melhores.

Palco de duelo histórico entre brasileiros, GP da Hungria conta com 6 vitórias de brasileiros

 No calendário da Fórmula 1 desde 1986, o GP da Hungria é um local de bom retrospecto entre os pilotos brasileiros. Ao todo somam-se seis vitórias de pilotos brasileiros, duas com Nelson Piquet (1986 e 1987), três com Ayrton Senna (1988, 1990 e 1991) e uma de Rubens Barrichello em 2002. Além disso, o GP húngaro ficou marcado para os brasileiros, com a manobra sensacional de Nelson Piquet sobre Ayrton Senna, em 1986. Na ocasião, Piquet e Senna duelaram por várias voltas pela ponta da corrida, até a ultrapassagem antológica de Piquet que teve de colocar o carro de lado no final da reta dos boxes para conseguir ultrapassar Senna, assumir a liderança da corrida e vencer a prova.

Senna vs Piquet

GP da Hungria será no horário tradicional das manhãs de domingo

Horário tradicional para os brasileiros, o GP da Hungria terá a sua largada marcada para as 9 da manhã, pelo horário de Brasília. A corrida será disputada em 78 voltas nos 4.381km. Sendo este o segundo menor circuito da temporada, em extensão, perdendo apenas para Mônaco. E ao longo do final de semana, o ‘Volta Final’ vai acompanhar o que de melhor acontecer na décima etapa do campeonato mundial de Fórmula 1.

largada_hungria

Adicionar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *