Com disputa emocionante na última volta, Hamilton supera Rosberg e vence na Áustria. Nasr é 13º e Massa fora

Em uma disputa de igualdades, onde dois pilotos de uma mesma equipe com carros em condições de igualdade, alguns detalhes podem ser determinantes na luta pelo campeonato. Em um final emocionante, com direito a toque entre os carros da Mercedes, Lewis Hamilton superou Nico Rosberg e venceu o Grande Premio da Áustria, colocando fogo na disputa pelo título da temporada.

Largada limpa e sem incidentes

Após conquistar a pole position no sábado e ver seu companheiro de equipe despencar no grid de largada por conta de uma punição pela troca do cambio, Lewis Hamilton apenas teve o trabalho de defender a primeira posição contra a Force India de Nico Hulkenberg que foi um dos destaques do final de semana. Ainda na largada, destaque para Jenson Button que pulou para segunda posição, seguido por Kimi Raikkonen. Outro destaque na largada ficou por conta dos carros da Red Bull de Max Verstappen e Daniel Ricciardo que também fizeram boa largada.

Button ‘segura’ Raikkonen e Hamilton dispara na ponta no inicio da corrida

Ainda nas voltas iniciais, chamou a atenção o bom ritmo de corrida da McLaren de Jenson Button, que conseguiu ‘segurar’ o ímpeto de Kimi Raikkonen nas primeiras voltas da corrida. Melhor para Lewis Hamilton que disparou na ponta da prova, não dando chances de aproximação dos rivais mais próximos. Um pouco mais atrás, que tentava galgar posições era Nico Rosberg, que largou na sexta posição do grid, por conta de uma punição no treino classificatório de sábado, quando Nico, por conta de um acidente na ultima sessão de treinos livres acabou batendo no muro. Com os reparos em seu carro feito pela Mercedes, o piloto alemão teve de trocar o câmbio, perdendo assim cinco posições no grid.

Nona volta de corrida abre a primeira rodada de pit stops

Com um desgaste acentuado dos compostos de pneus ultramacios, coube a Nico Hulkenberg a nona volta da corrida marcou a abertura da primeira janela de pit stops, onde coube a Nico Hulkenberg abrir os trabalhos de boxes para as equipes. Outros pilotos também optaram por parar cedo nos boxes, entre as equipes da parte da frente do pelotão, Nico Rosberg fez a sua primeira parada nos boxes na 12ª volta, optando por pneus macios na sua estratégia.

Mercedes erra na parada de Hamilton que retorna a pista atrás de Rosberg

Diferente da maioria dos pilotos, que optaram por uma parada de boxes ainda nas primeiras voltas, a Ferrari, junto com a Mercedes de Lewis Hamilton e a Sauber de Felipe Nasr, preferiram protelar a ida aos boxes o máximo possível. Desses pilotos, o primeiro a conseguir atrasar a ida aos boxes, foi Hamilton que fez a parada somente na 22ª volta. A parada lenta do britânico custou o um retorno à pista atrás de Nico Rosberg, que havia parado nos boxes dez voltas antes do britânico.

Vettel arrisca na estratégia, mas é traído pelos pneus

Outro que tentou uma estratégia diferente na corrida foi Sebastian Vettel. O tetracampeão mundial, foi um dos pilotos que também tentou retardar ao máximo a sua parada nos boxes. O alemão, que chegou a liderar a prova por quatro voltas, teve o pneu traseiro direito estourado em plena reta dos boxes. Com isso, Vettel perdeu o controle da sua Ferrari, e bateu no muro indo parar no lado externo da reta, ocasionando a entrada do Safety Car.

Destaque da primeira parte da corrida, Felipe Nasr tem atuação razoável na Áustria

Carente de bons resultados neste ano, Felipe Nasr deixa a Áustria com motivos para se animar para o restante da temporada. Mesmo com as sabidas dificuldades da Sauber, o brasiliense foi um dos destaques da prova. Em uma estratégia de corrida que contemplava apenas uma parada nos boxes, o piloto brasileiro, em determinado momento da prova, chegou a estar na sétima posição, conseguindo boas ultrapassagens e protagonizando boas disputas, contra Jenson Button, por exemplo, na 39ª volta. Mas os pneus desgastados obrigaram Nasr a ir aos boxes voltas depois. Ao retornar a pista, a Sauber do brasileiro não teve o mesmo rendimento com outro composto de pneus, e Nasr acabou a prova na 13ª posição.

Com problemas na Williams, Felipe Massa abandonou a corrida

Outro que sofreu no final de semana na Áustria, foi Felipe Massa. Largando dos boxes após sofrer com problemas na sua Williams, Felipe até conseguiu imprimir um ritmo razoável de corrida, chegando a estar na nona posição, antes da sua primeira parada nos boxes. Faltando oito voltas para o final, o excessivo desgaste nos freios, obrigou o piloto paulista a abandonar a corrida.

Pascal Wehrlein marca seus primeiros pontos na carreira com a pequena Manor

Conhecida por ser a equipe mais fraca do grid atual, a Manor, que este ano conta com a força dos motores Mercedes em seus carros teve um domingo para comemorar muito. Tudo porque o jovem alemão  Pascal Wehrlein conseguiu chegar a zona de pontos terminando a corrida na 10ª posição. A potencia dos motores Mercedes de certa forma impulsionou a nanica Manor para cima das equipes maiores do grid, soma-se isso ao talento promissor daquele que é apontado com um futuro piloto da equipe Mercedes. Wehrlein, que além de ser piloto titular da Manor, ao longo da temporada, é piloto reserva da Mercedes em testes fora de época.

Em disputa emocionante na ultima volta, Hamilton supera Rosberg e vence na Áustria

A disputa entre Lewis Hamilton e Nico Rosberg, a cada corrida que passa, tem protagonizado novos capítulos interessantes dentro da disputa pelo titulo da temporada 2016. Neste domingo, os pilotos da Mercedes fizeram outro duelo de tirar o fôlego dos amantes da disputa na pista entre dois excelentes pilotos. Com estratégias diferentes, um do outro, Rosberg sabia que teria de cuidar dos pneus supermacios, se quisesse chegar a sexta vitória no ano, logo atrás, Hamilton que estava com pneu macio, teoricamente mais lentos que os compostos usados por Rosberg, em uma pilotagem fantástica, descontava volta a volta a desvantagem que tinha sobre Nico. O duelo entre os dois aconteceu justamente na ultima volta da corrida, quando na curva 3, Nico tentou ‘fechar a porta’ para Lewis, que foi jogado para fora pista, tendo de se virar para retornar ao traçado.

A manobra custou caro para Rosberg, que no toque com o carro de Hamilton, acabou tendo a asa dianteira da sua Mercedes quebrada com a dura disputa entre os companheiros de equipe. Desta forma, Lewis Hamilton cruzou a linha de chegada para conquistar a terceira vitoria na temporada, e de quebra reduzir a vantagem de Rosberg no campeonato para apenas 11 pontos. Nico por sua, vez ainda conseguiu levar o carro, mesmo sem a asa dianteira, para o quarto lugar, sendo superado pela RBR de Max Verstappen e a Ferrari de Kimi Raikkonen. Esta é a 46ª vitoria na carreira de Hamilton, que já mira a próxima corrida em casa, e já no próximo final de semana, onde Fórmula 1 chega ao Reino Unido, para o Grande Premio da Inglaterra, em corrida que marca a décima etapa da temporada.

Confira abaixo o resultado final do GP da Áustria:

resultado_gp_da_austria

 

Adicionar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *