Nona etapa da temporada, GP da Áustria pode esquentar disputa pelo título neste final de semana

Em uma temporada muito equilibrada e até o momento dominado pela Mercedes com seus dois pilotos na ponta, o final de semana marca o término do primeiro ‘terço’ do campeonato. Numa corrida que promete esquentar a briga pelo titulo da temporada, Nico Rosberg e Lewis Hamilton, tem novo duelo marcado, no Grande Premio da Áustria, na corrida que marca a nona etapa da temporada.

Rosberg quer abrir vantagem sobre Hamilton no campeonato

Com um inicio de temporada avassalador, após dominar as quatro primeiras corridas do ano, Nico Rosberg que vem de uma vitória fácil e Baku, tenta neste final de semana emplacar a seu sexto triunfo na temporada, e assim reafirmar a condição de forte candidato ao titulo da temporada. Nico, que chegou ao Azerbaijão estando apenas nove pontos, a frente de Hamilton, com a vitória em Baku, voltou a abrir uma vantagem confortável na luta pelo titulo, e sabe que com mais uma vitória neste final de semana, ele pode se credenciar de vez como postulante ao campeonato, e de quebra, Nico pode colocar uma pressão extra sobre Hamilton, que precisaria de uma reação forte nas corridas seguintes.

Hamilton tenta melhorar performance ruim de Baku

Quando tudo parecia engrenar no campeonato para Lewis Hamilton, o acidente no treino classificatório para o GP da Europa, ainda no Q3, acabou sendo como um balde de água fria nas pretensões do britânico em se aproximar de vez de Rosberg na briga pelo titulo. O quinto lugar em Baku, acabou sendo um consolo para Hamilton que teve muitas dificuldades no traçado azeri na ultima etapa, duas semanas atrás. Com duas vitórias no ano, Hamilton sabe que precisa se reencontrar com o lugar mais alto do pódio o quanto antes, sob pena de ver seu companheiro de equipe e rival na luta pelo titulo, Nico Rosberg, disparar no campeonato, o que coloca o britânico na obrigação de terminar a corrida na frente de Rosberg neste domingo.

Circuito de Spielberg pode ajudar carros como Williams e Force India

Com trechos de alta velocidade, o circuito austríaco deve ajudar muito os carros que tem os motores Mercedes, atualmente os mais velozes da categoria, ao longo do final de semana. Em entrevista ao chegar a Spielberg, Nico Rosberg apontou a Williams como um carro a ser muito bem observado ao longo do final de semana. Outra equipe a ser observada, e que vem tendo boas performances neste ano, é a Force India. Com dois pódios no ano, todos com o mexicano Sergio Pérez, a Force India pode sim, vislumbrar outro bom resultado na temporada.

Felipe Massa chega otimista para buscar bom resultado na Áustria

Se tem um piloto que pode vislumbrar um bom resultado na Áustria, e quem sabe incomodar as Mercedes, este é Felipe Massa. Dono da ultima pole position de um piloto brasileiro na Fórmula 1, justamente na Áustria em 2014, Massa sabe os caminhos que podem colocar a Williams como adversária da Mercedes, se não em condições de igualdade, mas em condições de poder tentar surpreender a escuderia alemã, neste final de semana, o que já seria um excelente resultado tanto para Massa, que visa uma renovação de contrato com a Williams, ou um acerto com outro escuderia para 2017, quanto para a própria Williams, que precisa recuperar espaço na parte da frente do grid.

massa_pole_austria

Felipe Nasr tenta outra boa performance da Sauber

Em uma corrida boa nas ruas de Baku, dentro das possibilidades da Sauber, que carece de um carro mais competitivo perante as equipes rivais, Felipe Nasr saiu satisfeito do GP da Europa, e espera repetir a boa performance neste final de semana. Com a zona de pontos é uma realidade distante para a Sauber, que hoje é um carro que só é melhor que a Manor, Felipe sabe que terá muito trabalho ao longo do final de semana, se quiser sonhar com uma boa corrida no domingo.

Correndo em ‘casa’ Red Bull também quer surpreender

Equipe da casa e única até o momento a desbancar a Mercedes no ano, com a vitória de Max Verstappen no GP da Espanha, a Red Bull é de longe o carro que mais evoluiu nesta temporada, mas que nas duas ultimas provas acabou ficando muito abaixo do que ela própria já produziu nesta temporada. Para este final de semana, a equipe austríaca espera que o ambiente caseiro sirva de inspiração para sonhar com um pódio no domingo.

Ferrari busca a primeira vitória no ano

Se tem uma equipe que pode lamentar a perda de oportunidades de vitória na temporada, essa é a Ferrari. Após ‘bater na trave’ na Espanha, quando não soube mudar a estratégia para superar a Red Bull de Max Verstappen, somado ao erro de estratégia no Canadá, quando realizou uma parada de box a mais que Hamilton, a escuderia italiana sabe que já teve duas boas oportunidades de vencer este ano, e não conseguiu. Para este final de semana, a Ferrari sabe que terá a forte concorrência dos motores Mercedes, mas ao mesmo tempo a escuderia italiana confia na boa performance de seus pilotos, para quem sabe sonhar com as primeiras posições do grid.

Circuito austríaco é um dos mais rápidos da temporada

Conhecida por ser uma pista rápida e retas extensas, o circuito de Spielberg chama atenção também pelas variações visíveis na elevação ao longo de seu traçado, com subidas e descidas ao longo dos 4.326km do circuito. Onde os tempos de volta giram abaixo dos 1min 10seg, sendo na Áustria a volta mais rápida do ano. Nessa mesma toada, a corrida no domingo também deve ser uma das mais rápidas da temporada. Em 2015, foram completadas as 71 voltas da corrida em pouco mais de 1h 20min, sendo vencida por Nico Rosberg. Outro fator que deve chamar a atenção é o baixo desgaste de pneus ao longo da corrida, no ano passado a corrida foi realizada com uma parada de box para a maioria dos carros.

Áustria registra ao longo de sua história uma vitória brasileira

Ao longo dos anos, o GP da Áustria teve muitas idas e vindas dentro do calendário da Fórmula 1. Inicialmente o GP Austríaco era disputado no antigo traçado de Österreichring que recebeu a categoria entre 1970 e 1987. Em 1972, então guiando a lendária Lotus’72, Emerson Fittipaldi conseguiu a única vitória brasileira na Áustria, feito que nem os tricampeões mundiais Nelson Piquet e Ayrton Senna obtiveram em suas vitoriosas carreiras na F-1. Anos depois, algumas mudanças foram realizadas no traçado e o GP da Áustria ainda teve edições entre 1997 e 2003, após uma reforma de 2 anos onde o tamanho da pista fora reduzido por questões de segurança. Ainda assim, o publico da Áustria ainda ficou mais 9 anos sem o GP, por conta de questões políticas e estruturais, que impediram o país de sediar a prova, retornando em 2014, no agora batizado de ‘Red Bull Ring’ sendo no momento o circuito como a ‘casa’ da equipe Red Bull.

Corrida será em horário tradicional para o publico brasileiro

No domingo, a corrida acontece no horário mais do que conhecido para os fãs brasileiros da Fórmula 1, às 9 da manhã pelo horário de Brasília. O treino classificatório acontece no sábado no mesmo horário, mas já nesta sexta, os carros vão a pista para os treinos livres. A corrida será disputada em 71 voltas, e aqui no ‘Volta Final’ ao longo do final de semana vamos acompanhar o que de melhor acontecer no nono desafio da temporada de 2016 da Fórmula 1.

 

Adicionar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *