Com ‘ajuda’ da Ferrari, Hamilton vence no Canadá e reage no campeonato. Massa abandona e Nasr é o 18º

Nem o torcedor mais otimista do atual tricampeão do mundo Lewis Hamilton poderia imaginar uma reação tão rápida no campeonato, antes mesmo do GP da Espanha, dado a sequencia de fracassos do britânico até a quinta etapa do campeonato. Contando novamente com mais uma ‘ajuda’ dos rivais, Hamilton vence o GP do Canadá, e encosta de vez em Nico Rosberg na luta pelo titulo da temporada.

Largada espetacular de Vettel tem incidente com as Mercedes novamente

Após fazer uma volta fantástica no treino classificatório de sábado, restava a Lewis Hamilton defender a sua vantagem de largar na posição de honra do grid de largada. Só que o britânico não contava, era que logo atrás de Hamilton a Ferrari de Sebastian Vettel desse o ‘pulo do gato’ em uma manobra espetacular, onde antes mesmo de chegar a primeira curva, a Ferrari do alemão pulava na ponta da corrida. A partir disso, Hamilton no afã de perder a segunda posição também para Nico Rosberg, tratou logo de se defender do ataque de Nico, onde um leve toque de rodas aconteceu entre os dois carros da Mercedes. Mas diferente do acidente que aconteceu na Espanha e que tirou Hamilton e Rosberg da corrida, o de hoje, quem levou a pior foi Nico Rosberg, que ao ser tocado por Hamilton não teve outra alternativa, se não ir para área de escape na primeira curva, perdendo assim algumas posições no pelotão de carros.

Vettel controla Hamilton e esboça disparada na ponta da corrida nas primeiras voltas

Mostrando um bom ritmo de corrida nas primeiras voltas Sebastian Vettel controlou bem uma possível aproximação de Hamilton ainda nas primeiras voltas da corrida. Se a Ferrari ainda carece de um carro mais veloz para andar mais perto das Mercedes a amostragem das primeiras voltas em Montreal foi de certa modo animador para a Ferrari, que ainda almeja ser a equipe a desafiar a Mercedes em um futuro não muito distante dentro do cenário atual da Fórmula 1.

Abandono de Button na 12ª volta, muda rumo da corrida

Com um problema no motor Honda da McLaren, Jenson Button abandonou a corrida na 12ª volta da prova. Por parar o carro em um local perigoso da pista, o Safety Car virtual foi acionado, onde os pilotos são obrigados a respeitar um limite de velocidade na pista. A partir disso, a Ferrari resolveu arriscar na estratégia de corrida e chamou seus dois pilotos para os boxes para a troca de pneus. Sendo assim, Vettel que era líder retornou a pista na quarta posição com os pneus supermacios, de faixa vermelha, onde os pneus macios de faixa amarela são de uso obrigatório durante a prova, o que dava mostras de que a Ferrari partiria para uma estratégia que contemplava dois pit stops.

button_canada

Felipe Massa abandona pela primeira vez no ano

Em um final de semana marcado por algumas dificuldades, que começou na sexta feira com um acidente nos treinos livres, e um discreto oitavo lugar no treino classificatório, o domingo foi para esquecer para o veterano Felipe Massa. Após não fazer uma boa largada, era visível que a Williams do brasileiro não tinha um ritmo para andar perto do seu companheiro de equipe, Valteri Bottas, sendo ele Massa muito pressionado pelos carros da McLaren de Fernando Alonso, junto com os carros da Force India. Na 37ª volta da corrida, com problemas no motor, Felipe foi chamado aos boxes para abandonar a corrida, sendo este o primeiro abandono de Massa na temporada.

Felipe Nasr sofre com problemas na Sauber

Seguindo uma rotina de corridas ruins na temporada, o domingo para Felipe Nasr também foi para esquecer. Com um ritmo de corrida, que em determinado momento fazia Nasr ser quase 4s mais lento que os lideres da corrida, o brasilense sequer chegou perto de estar na zona de pontuação da prova, e de quebra ainda terminou duas voltas atrás do líder da corrida, Lewis Hamilton.

Corrida contou com boas disputas por posições

Em uma pista que conta com duas grandes retas que favorecem as ultrapassagens, o circuito Gilles Villeneuve viu neste domingo um GP do Canadá com algumas ultrapassagens, principalmente entre os ponteiros da corrida, onde boa parte das trocas de posições se dava pelas paradas de boxes. Fora isso, alguns pilotos que tentaram trocar a estratégia de corrida protagonizaram algumas ultrapassagens em pista por estarem com compostos de pneus diferente dos habituais para aqueles que optam por apenas uma parada de box.

RBR fez corrida discreta

Quem se esperava muito neste final de semana e ficou devendo, foi sem duvida a Red Bull. Após duas corridas com ótimas performances, com uma vitoria de Verstappen na Espanha, e a pole position de Daniel Ricciardo em Mônaco, em uma corrida que teve tudo para vencer, se não fosse uma parada de box atrapalhada, a Red Bull que chegou cercada de expectativas em Montreal, não conseguiu nada mais do que um quarto lugar com Verstappen, após uma dura batalha contra Nico Rosberg nas voltas finais. Daniel Ricciardo por sua vez, terminou em sétimo.

Destaque positivo da corrida ficou para Valteri Bottas na terceira posição

Sorte de um azar de outro. Seria essa definição simplista a se julgar pelo terceiro lugar obtido por Valteri Bottas, na tarde deste domingo em Montreal. Com uma estratégia de corrida que contemplava apenas uma parada de box, o finlandês fez uma corrida ‘perfeita’ e soube atacar e se esquivar dos ataques dos rivais ao longo da corrida, e numa estratégia de aproveitar as oportunidades ao longo da prova, como uma saída de pista de Daniel Ricciardo, por exemplo, Bottas terminou o domingo em um terceiro lugar até de certa forma inesperado, dado as dificuldades da Williams com o carro desta temporada, onde a escuderia britânica já se viu superada por carros como Ferrari e Red Bull. Ao cruzar a linha de chegada, um intensa comemoração dos mecânicos da Williams, foi o que se viu no pit lane.

Quinto lugar de Rosberg recoloca Hamilton na briga do titulo

Muito longe de ser aquele Rosberg avassalador das quatro primeiras corridas do ano, o domingo de Nico Rosberg sem duvida alguma foi muito aquém do que o próprio Nico esperava. Largando na segunda posição, o líder do campeonato bem que tentou investir contra Hamilton ainda na primeira curva para tomar a segunda posição do britânico, mas um leve toque de rodas entre os carros da Mercedes mandou Nico para a área de escape da primeira curva. Ao retornar a pista, bem mais lento, Nico acabou caindo para o meio do pelotão de carros. A partir disso, o que se viu foi Nico lutando contra carros inferiores a Mercedes, mas que apresentavam um bom ritmo de corrida, o que dificultava uma reação que pudesse ao menos levar Rosberg ao pódio. Prova disso, foi a dificuldade em superar a Williams de Valteri Bottas, que era mais veloz na retomada de velocidade do que a Mercedes. Ainda assim, Nico que foi aos boxes para por pneus mais novos, conseguiu boas ultrapassagens sobre os rivais, mas esbarrou na RBR de Max Verstappen, onde Nico e Max protagonizaram um belo duelo nas voltas finais. Pior para Nico, que ao tentar superar Max a duas voltas do fim, no final da reta, que leva até a reta dos boxes ainda rodou e saiu para a área de escape, encerrando assim mais um domingo para esquecer.

Com ‘ajuda’ da Ferrari, Hamilton vence a segunda no ano, e encosta no campeonato

Em um domingo altamente positivo, Lewis Hamilton sabia que teria de continuar pontuando se quisesse chegar cada vez mais perto do seu rival atual na luta pelo titulo, seu companheiro de equipe Nico Rosberg. O que Hamilton não contava é que teria uma certa ‘ajuda’ da Ferrari, após tentar uma estratégia diferente para seus pilotos e que acabou não funcionando. Aliado a isso, um domingo de dificuldades do seu maior rival, marcou a segunda vitoria de Hamilton no ano, a segunda em sequencia do atua campeão que o fez diminuir uma diferença de 43 pontos em apenas duas corridas, ficando agora apenas a nove pontos de Nico Rosberg, o que passa agora a ser uma certeza de que teremos uma batalha intensa entre os companheiros de equipe pelo titulo.  Esta é a 45ª vitoria na carreira do britânico, que ao sair do carro ainda fez questão de homenagear a lenda do box Muhammad Ali,ao fazer referência aquilo que Ali chamava de dança nas suas lutas, com o seu jogo pernas, Ali que morreu no último dia 3. Hamilton por sua vez, atualmente é o terceiro piloto em numero de vitorias na história da Fórmula 1, onde o segundo lugar de Sebastian Vettel na corrida também trouxe um dado curioso, onde Hamilton e Vettel aparecem empatados em numero de pontos acumulados ao longo de suas carreiras, sendo 1974 pontos cada um. A Fórmula 1, que já deixa a América do Norte, e já ruma para a Europa, onde no próximo final de semana retorna a pista para uma corrida nas ruas de Baku, capital do Azerbaijão, no Grande Premio da Europa, onde o país faz a sua estréia na maior categoria do automobilismo mundial.

Confira abaixo o resultado final do GP do Canadá:

classificacao_canada

Adicionar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *