Rosberg supera a Ferrari e crava a pole para o GP da China. Massa é o 11º e Nasr o 16º

Quando a fase é boa, tudo parece conspirar a favor. Sem a presença de Lewis Hamilton, o seu maior rival na luta pelo titulo deste ano, Nico Rosberg superou a boa performance dos carros da Ferrari vai largar na frente no Grande Premio da China.

Q1 começa com pista úmida e tem Hamilton eliminado

Com a ameaça iminente de chuva, que havia dado as caras na ultima sessão de treinos livres, duas horas antes do treino classificatório, equipes e pilotos trataram de ir logo para a pista na tentativa de não correr nenhum risco de ser surpreendido pelas condições climáticas de Xangai. Sorte ou azar, para pilotos como Lewis Hamilton e Jenson Button que foram a pista ainda com pneus intermediários, e não contavam com a interrupção do Q1 com pouco mais de dois minutos de sessão. Tudo por conta de um acidente com Pascal Wehrlein que acabou perdendo o controle da Manor no meio da reta dos boxes, indo direto para o muro de proteção. O carro de Pascal não teve grandes danos, mas obrigou o jovem alemão a abandonar o Q1 deixando o carro parado no meio da reta, ocasionando o acionamento da bandeira vermelha que interrompeu a sessão por cerca 20 minutos.

Após a interrupção os pilotos retornaram a pista com a pista praticamente seca e com pneus supermacios, onde Esteban Gutierrez foi o primeiro a aferir uma volta rápida, seguido pelos carros da McLaren que tão logo superaram o mexicano da Haas. Faltando pouco mais de 5 minutos para o final do Q1, os carros de ponta do grid começaram a colocar ordem na casa. Primeiro com Nico Rosberg, seguido dos carros da Ferrari, com Raikkonen e Vettel que ficou com o melhor tempo. Destaque negativo foi um problema no motor da Mercedes de Hamilton que ainda tentou retornar a pista, mas ao voltar aos boxes foi constatado um problema de potencia no Motor da sua Mercedes, tendo de abandonar a sessão. Com isso o atual tricampeão mundial vai largar na ultima fila do grid, ao lado de Pascal Wehrlein. Entre os brasileiros, Felipe Massa avançou com o nono tempo e Felipe Nasr em 16º.

Q2 tem novo domínio da Ferrari, eliminação de Massa e Nasr e outra bandeira vermelha

O Q2 começou com Felipe Nasr abrindo os trabalhos, sendo ele o primeiro a ir a pista para tentar marcar tempo. Com o passar dos minutos, os carros de ponta do grid foram a pista para marcar seus tempos, e o que se viu foi um filme repetido do que aconteceu na sessão anterior. Com Nico Rosberg indo a frente e tomando a ponta do grid, sendo superado em seguida pelos carros da Ferrari, onde no Q2 apenas inverteu-se a ordem, ficando desta vez com Kimi superando Vettel. Faltando pouco mais de 1 minuto para o final da sessão um incidente com a Force India de Nico Hulkenberg, ocasionou outro acionamento de bandeira vermelha no treino classificatório, o que novamente interrompeu a sessão. Tudo aconteceu porque o carro de Hulkenberg acabou perdendo o pneu quando o piloto estava em volta de desaceleração, ficando pelo meio do caminho, sem conseguir retornar aos boxes. O fato ainda prejudicou pilotos como Felipe Massa, Fernando Alonso e Jenson Button que não conseguiram mais fazer volta rápida, sendo assim eliminados no Q2. Também entre os eliminados da sessão Felipe Nasr, que sofreu com as limitações da Sauber, ficando na 16ª posição.

Rosberg derruba a Ferrari e crava a pole na China

O inicio do Q3 levou novamente Nico Rosberg a ser um dos primeiros a ir para a pista, seguido por Sergio Perez. Diferente do que aconteceu nas outras duas partes do treino, apenas a Ferrari de Kimi Raikkonen veio a pista e tão logo desbancou o tempo de Nico Rosberg. Após a primeira tentativa de volta rápida, os pilotos trataram de retornar aos boxes para troca de pneus e retornar a pista para a ultima tentativa de volta rápida. Chamava a atenção que até aquele momento do treino Sebastian Vettel ainda não havia ido a pista, o que configurava claramente uma estratégia do piloto alemão da Ferrari que poupou um jogo de pneu, pensando na corrida de domingo. Estratégia que acabou não funcionando, porque na hora da verdade, coube a Nico Rosberg, colocar ordem na casa, e cravar o tempo de 1m35s402 e ficar com a pole position. Surpresa positiva no final do treino foi a surpreendente segunda posição de Daniel Ricciardo, que desbancou os carros da Ferrari que farão a segunda fila do grid, com Kimi Raikkonen em terceiro e Sebastian Vettel em quarto. Esta é a primeira pole de Nico Rosberg no ano, e a 22ª na carreira do piloto alemão, que corre neste domingo em busca da sua sexta vitoria seguida, em uma boa fase que vem desde o Grande Premio do México do ano passado. O Grande Premio da China acontece na madrugada de sábado para domingo, e a largada para as 56 voltas dos 5.451km do Circuito Internacional de Xangai, está marcada para as 3h pelo horário de Brasília.

Confira abaixo o grid de largada para o GP da China:

Adicionar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *