Rosberg supera Vettel na estratégia e vence na Austrália. Massa é o 5º e Nasr o 15º

Quem esperava uma corrida monótona, amplamente dominada por quem tomou conta da temporada passada cometeu um ledo engano. Em uma corrida repleta de alternativas, ultrapassagens, e duelos de estratégia tanto nos boxes, quanto na pista, Nico Rosberg superou os rivais e venceu o Grande Premio da Austrália em Melbourne.

Ferrari surpreende e dá o ‘bote’ na Mercedes em largada limpa e sem incidentes

Querendo defender a vantagem de largar na pole position, Lewis Hamilton bem que tentou se manter a frente, mas foi surpreendido com uma bela largada de Sebastian Vettel, que largou na segunda fila. Pois Vettel, em manobra espetacular, conseguiu colocar a Ferrari entre os carros da Mercedes e pulou para a ponta da corrida antes mesmo da primeira curva. Logo atrás, também se aproveitando de um vacilo de Rosberg e Hamilton, foi a vez de Kimi Raikkonen superar as flechas de prata, colocando assim os carros da Ferrari nas duas primeiras posições, antes mesmo de completar a primeira volta da corrida. Mais atrás, no fundo do pelotão, nenhum incidente envolvendo os demais carros.

Vettel dispara na liderança ainda nas primeiras voltas

Ciente da oportunidade de se livrar das Mercedes, Vettel tratou logo de abrir vantagem sobre os rivais. Ainda nas primeiras voltas da corrida, ele chegou a colocar quase 3s sobre Kimi Raikkonen, que era perseguido de perto por Nico Rosberg, que tentava recuperar a posição perdida na largada para os carros da Ferrari. Nesse momento da corrida, destaque negativo para Lewis Hamilton que despencou para a sétima posição.

Primeira rodada de pit stops sem maiores alterações

Na primeira janela de pit stops, na primeira metade da corrida, o destaque foi para Nico Rosberg, que conseguiu escalar a posição de Kimi Raikkonen, e por pouco não tomou a ponta de Sebastian Vettel. Hamilton por sua vez, resolveu partir para uma estratégia de corrida diferente dos demais, esticando um pouco mais seu ‘stint’ de corrida.

Acidente espetacular na volta 18 envolvendo Fernando Alonso interrompe a corrida

Um acidente espetacular na volta 18 da corrida, acabou ocasionando o acionamento da bandeira vermelha. Tudo aconteceu na curva 3, quando a McLaren de Fernando Alonso acertou em cheio a traseira da Haas de Esteban Gutierrez. Com o impacto, a McLaren do espanhol perdeu totalmente o controle, e capotou diversas vezes, indo parar no muro, bem depois da área de escape, deixando a McLaren em especial, completamente destruída. Como os destroços de ambos os carros eram muitos, a teve de ser paralisada por aproximadamente 20 minutos. De resto, tudo bem com Alonso, que apesar da cena impressionante do acidente saiu ileso e retornou aos boxes.

Corrida recomeça e Mercedes traça estratégia para superar a Ferrari

Com o reinicio da corrida, a Mercedes aguardou algumas voltas e chamou seus carros para colocar compostos de pneus médios, visando não fazer mais nenhuma parada nos boxes. Ao contrario da Ferrari que via apenas nos pneus maios e supermacios, a chance de andar o mais próximo possível da Mercedes. Estratégia que deu certo para a equipe alemã, que apenas teve de esperar a parada de box a mais que Vettel teve de fazer.

Entre os pilotos brasileiros, apenas um domingo apenas discreto

Com um desempenho muito abaixo do esperado, Felipe Massa teve de aproveitar as oportunidades para conseguir o quinto lugar na corrida. Vindo da sexta posição na largada, Massa sofreu com o desequilíbrio evidente da Williams ao longo da corrida, onde fora superado pela Red Bull de Daniel Ricciardo, até com certa facilidade. O quinto lugar, também foi possível, porque teve o abandono de Kimi Raikkonen, com problemas no motor da sua Ferrari.  O outro brasileiro, Felipe Nasr teve um domingo para esquecer. Com uma performance ruim da Sauber, o brasiliense pouco pode fazer para lutar por posições melhores na corrida, onde por um momento chegou a estar na ultima posição. O 15º lugar é uma amostra de que Nasr terá muito trabalho se quiser levar a Sauber mais a frente do grid, tamanha a fragilidade de seus carros.

Diversas disputas entre os pilotos ao longo da corrida

Engana-se quem achava que teríamos uma corrida chata e monótona nas ruas do Albert Park, e Melbourne. Isso porque ao longo da prova diversas disputas entre os pilotos animou a prova e deu uma dose de emoção para os pilotos que lutavam pelos pontos. Destaque para a luta intensa entre os carros da Toro Roso de Max Verstappen e Carlos Sainz Jr. que batalharam durante varias voltas na zona de pontuação. No final, azar para Verstappen que acabou dando um leve toque no carro de Sainz, ficando para trás na disputa por posições.

Estreante da tarde em Melbourne, Romain Grosjean leva a Haas para um sexto lugar histórico

Estreante no final de semana, a HaasF1 tinha como meta conseguir terminar a corrida, para coletar dados visando melhorar a performance de seus carros para as demais corridas. Mas o que aconteceu no final da tarde deste domingo em Melbourne, nem o mais otimista poderia imaginar. Vindo da 19ª posição do grid, Romain Grosjean fez uma corrida histórica e levou o carro da equipe Haas a um sexto lugar histórico na sua corrida de estréia. O feito foi tão comemorado por Grosjean na radio, que o próprio piloto francês custou a acreditar no que havia conseguido.

Rosberg supera Vettel na estratégia e vence na Austrália

Nico Rosberg começou a temporada de 2016, da mesma forma que encerrou 2015. Vencendo. Largando na segunda posição, Nico foi superado na largada pelos carros da Ferrari, mas não teve um prejuízo tão grande, como Hamilton, que despencou para a sétima posição, após ser superado na largada. Se mantendo na terceira posição, Nico sabia que poderia tirar a desvantagem dos carros da Ferrari, que inicialmente disparavam na frente da Mercedes do alemão, mas que com calma, conseguiu alinhar a estratégia de corrida, a força do motor Mercedes, a paralisação da corrida, e porque não o pequeno erro da Ferrari na ultima parada de Vettel, para que Nico pudesse subir novamente no ponto mais alto do pódio, bem na abertura da temporada. Além disso, o que se viu tanto na pista, quanto no pódio, um Nico mais focado e disposto a ser a pedra no sapato de Hamilton em 2016, a fim de lutar pelo titulo. Vencedor da corrida em Melbourne 2014, Rosberg chega a sua 15ª vitoria na carreira, largando na frente na luta pelo campeonato. Por fim, a Fórmula 1 se despede da Austrália, e ruma para o Bahrein daqui duas semanas para o Grande Premio do Bahrein, a corrida acontece no próximo dia 2 de abril, e a largada para as 57 voltas no circuito de Sakhir, está marcada para o meio dia, pelo horário de Brasília.

Confira abaixo o resultado final do GP da Austrália:

Adicionar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *