Vettel surpreende as Mercedes na largada e vence na Hungria. Brasileiros tem domingo difícil

Aquela máxima dita por este blogueiro ainda na quinta-feira de que ‘pista velha é que faz corrida boa’ se confirmou na manhã deste domingo no circuito de Hungaroring. Com uma largada sensacional, Sebastian Vettel consegue um bote perfeito sobre as Mercedes e vence o Grande Premio da Hungria, em uma das melhores corridas da temporada.

Problemas na largada com Felipe Massa

Um problema com o piloto brasileiro Felipe Massa que alinhou seu carro no grid de forma errada, ‘atrasou’ a largada da prova que teve acabara tendo uma volta a menos do que o previsto. Por conta deste incidente, o brasileiro foi punido com a perda de 5s na sua primeira parada de box. Na frente do grid, os carros da Mercedes que dominavam a primeira fila, foram novamente surpreendidos na largada assim como no GP da Inglaterra, mas desta vez foram os carros da Ferrari que armaram o bote para cima da equipe alemã, e Vettel e Raikkonen de coadjuvantes passaram a ser alvos dos carros da Mercedes, após uma largada perfeita.

largada_hungria

Hamilton tem problemas ainda na primeira volta

Sem uma resposta rápida as investidas dos rivais, Lewis Hamilton ficara sem reação ao despencar do 1º para a 4ª posição da corrida, antes mesmo de completar a primeira volta. Ainda no primeiro giro da corrida, ao tentar uma manobra sobre Nico Rosberg na luta pela terceira posição, Hamilton acabara saindo da pista, e assim perdendo mais posições. O britânico, líder do campeonato, completou a primeira volta da corrida na 10ª posição, o que obrigou a fazer uma corrida de recuperação.

hamilton_sai_pista_hungria

Ferrari dispara na ponta

Contando com o forte calor húngaro, a Ferrari soube se beneficiar do clima que já lhe foi favorável na Malásia para disparar na ponta da corrida, não dando chances a Nico Rosberg de se aproximar na briga pela primeira posição. Até a primeira parada de boxes Vettel já tinha mais de 10s de vantagem sobre Rosberg. Fato que até então, a se julgar pela performance dominadora da Mercedes na atual temporada, uma grata surpresa para aqueles que gostam de mais equipes na disputa da corrida.

vettel_hungria

Corrida agitada tem diversas ultrapassagens na briga dos pilotos por melhores posições

O GP da Hungria, tradicional prova no calendário da F1 sempre teve a característica de promover corridas com raras ultrapassagens, por ser uma pista travada, com diversas curvas e retas curtas, mas não foi o que se viu na manhã deste domingo. Inúmeras disputas entre os pilotos, foi uma das marcas do GP húngaro. Entre as varias disputas, na 10ª volta, após batalhar atrás de Felipe Massa, Lewis Hamilton chegou a tocar roda com o brasileiro antes de conseguir a ultrapassagem. Na 20ª volta, foi a vez de Pastor Maldonado e Sergio Pérez, em uma disputa ferrenha que acabara com o piloto mexicano jogado para fora da pista por Maldonado, que foi punido voltas depois pelos comissários de prova. No final do pelotão, também houve disputa entre os pilotos brasileiros, mas pela 16ª posição, onde Massa não fora atacado por Nasr, uma vez que o brasileiro da Williams retornou aos boxes para fazer mais uma das suas cinco paradas de boxes.

massaxhamilton

Final de semana difícil para os brasileiros em Budapeste

Em um final de semana para esquecer, tanto Felipe Nasr, quanto Felipe Massa tiveram desempenhos muito abaixo do esperado. Nasr que sofrera com falta de potencia ao longo do final de semana, conseguiu um 11º lugar muito mais se aproveitando dos problemas dos demais carros em pista, do que realizando ultrapassagens. Massa por sua vez, também contou com inúmeras dificuldades na Hungria, somado ao problema na largada, terminara um final de semana para esquecer, com um decepcionante 12º lugar.

massa_hungria

Incidente com Hulkenberg aciona Safety Car e agita parte final da corrida

Na 43ª volta, um incidente estranho com a Force India de Nico Hulkenberg causou o acionamento do Safety Car virtual. A asa dianteira do alemão se desintegrou em plena reta dos boxes, fazendo o piloto alemão perder o controle do carro, batendo de frente na proteção de pneus ao final da reta, quase acertando a Williams de Valteri Bottas. Os detritos deixados na pista pelo carro de Hulkenberg, acabaram acionando o Safety Car real, o que acabou aproximando a Mercedes dos carros da Ferrari, reacendendo a disputa pela corrida, uma vez que os pilotos também aproveitaram a entrada do Safety Car para fazer a sua ultima parada de box.

hulkenberg_hungia

Re-largada tira as chances de Kimi Raikkonen na corrida

Com um problema no sistema de recuperação de energia do motor de sua Ferrari, Kimi Raikkonen sofreu com a falta de potencia no seu carro, onde acabou virando presa fácil para os adversários logo após a re-largada da corrida. Kimi ainda retornou aos boxes para tentar solucionar o problema no carro, mas foi em vão, acabando com o sonho da Ferrari de fazer uma dobradinha em Budapeste.

kimi_hungria

Reinicio de prova também tem diversas disputas e definição do rumo da prova

Além do problema de Raikkonen, mais atrás, Hamilton também não fizera uma boa re-largada, sendo superado pelos carros da RBR. Na tentativa de recuperar a posição perdida para Daniel Ricciardo, Hamilton perdeu um pedaço da asa dianteira ao tocar em Ricciardo em um incidente de corrida, que foi julgado e colocou Hamilton como culpado pelo toque, tendo de pagar um drive through a poucas voltas do final. Na ponta da corrida, Vettel levava pouco mais de 1s de vantagem sobre Rosberg, que era muito pressionado por Ricciardo.

asa_hamilton

Pneu furado a poucas voltas do fim tira Rosberg do pódio

Na volta 64 da corrida, um incidente envolvendo Daniel Ricciardo e Nico Rosberg acabou prejudicando o alemão da Mercedes. Ao tentar forçar uma ultrapassagem no final da reta dos boxes, Ricciardo escapou do traçado da pista e ao retornar, acabou acertando com sua asa dianteira o pneu traseiro esquerdo de Rosberg, causando um furo. Rosberg que até então era o segundo colocado da prova, perdera ali a chance de descontar bons pontos em relação a Hamilton no campeonato.

rosberg_hungria

Vettel supera as Mercedes, iguala marca de Senna e vence na Hungria

Assim como na Malásia, as altas temperaturas favorecem os carros da Ferrari no sentido de performance de corrida. Foi nessa toada que Sebastian Vettel pela segunda vez na temporada, conseguiu derrubar o reinado das Mercedes para conseguir o seu segundo triunfo na temporada, que é amplamente dominada pelos carros da equipe alemã. Vitória que foi dedicada ainda no rádio na volta de retorno aos boxes, logo após a bandeirada final, a Jules Bianchi, justamente na semana em que foi confirmada a sua morte na França. Além disso, o triunfo do alemão, tetracampeão mundial foi o 41º de sua carreira, igualando o mesmo número de vitórias de Ayrton Senna. A Fórmula 1 que agora entre em um período de recesso, conhecido como as férias de verão, para retornar no Grande Premio da Bélgica no lendário circuito de Spa-Francorchamps , no dia 23 de agosto.

vettel_hungria1

Confira abaixo o resultado final do GP da Hungria:

resultado final_hungria

Adicionar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *