Hamilton acerta estratégia e vence em Silverstone. Williams erra e fica fora do pódio

Em um campeonato com tamanho equilíbrio entre dois pilotos de uma mesma equipe, todo e qualquer detalhe pode ser vital no momento decisivo da corrida. Contando com a sorte e a precisão de escolher o momento certo de executar a estratégia de corrida, Lewis Hamilton vence o Grande Premio da Inglaterra e abre vantagem no campeonato.

Largada espetacular da Williams coloca Felipe Massa na ponta da corrida

Dominando a primeira fila do grid, os carros da Mercedes sabiam que teriam de ter um cuidado especial para não haver qualquer incidente com seus dois pilotos. O que eles não contavam foi com uma largada perfeita de Felipe Massa e Valteri Bottas, que vinham na segunda fila do grid. Massa assumiu a ponta da corrida e Bottas por pouco não assumiu a vice-liderança da corrida. Mais atrás, um incidente envolvendo Jenson Button, ocasionou a entrada do Safety Car ainda na primeira volta.

largada_uk

Corrida recomeça e Massa segue na ponta até a primeira rodada de boxes

Na re-largada da corrida, Hamilton tentou forçar a ultrapassagem sobre Massa e acabou escapando da pista, o que reconduziu Valteri Bottas para a segunda posição da prova. A partir disso, começou uma caça a Felipe Massa, que tinha em seu companheiro de equipe, Bottas, uma ameaça real a liderança da corrida até então. Mas o que se viu por mais de 20 voltas foi uma defesa exemplar de posição pela parte de Massa, ao conter as investidas de Bottas. Mais atrás a Mercedes em situação inusitada até então, aproveitou para antecipar a parada de Hamilton e assim armar o bote para cima das Williams.

massa_defende_uk

Rodada nos pits coloca Hamilton na liderança da corrida

Na primeira rodada de boxes, um dos trunfos da Mercedes que é a estratégia de corrida, somado a sua eficiência nas paradas de boxes, foram o suficiente para derrubar a Williams. Com uma parda de boxes perfeita, o time alemão devolveu Hamilton na ponta, deixando os rivais para trás. Na segunda posição, Felipe Massa ainda teve de lutar contra Nico Rosberg para se manter em segundo após saírem lado a lado dos boxes, com vantagem para o piloto brasileiro. Bottas por sua vez, foi o ultimo a parar nos pits ainda conseguiu superar Rosberg, ficando em terceiro.

hamilton_box_uk

Na liderança, Hamilton dispara e abre vantagem sobre Massa

Após tomar a liderança da corrida Hamilton se concentrou em disparar na ponta, e fez isso com maestria. Sem dar chances de aproximação para Massa, em três voltas ele abriu quase 4s de vantagem para o brasileiro. Mais atrás, Felipe não se descuidava de Bottas e Rosberg que vinham logo atrás.

hamilton_uk

Com problemas no câmbio da Sauber, Felipe Nasr não participa da corrida

Um domingo para esquecer. Essa seria a definição para o brasileiro Felipe Nasr, em um domingo onde a sua Sauber o deixou a pé, antes mesmo de alinhar o carro no grid de largada. Com problemas no câmbio do carro o piloto brasileiro teve de abandonar a prova antes mesmo da largada, encerrando assim um final de semana de muitas dificuldades tanto para a Sauber quanto para Nasr.

nasr_uk

Na base da superação, Fernando Alonso marca seu primeiro ponto no ano

Sofrendo com a falta de potencia do motor Honda, e não ajudado por um carro ruim, Fernando Alonso na base da superação, mesmo com uma volta de desvantagem sobre Hamilton, conseguiu marcar seu primeiro ponto no ano, em uma temporada ruim para McLaren. O resultado soma-se aos 4 pontos já obtidos por Button em outras etapas a favor da McLaren. De qualquer forma, mesmo com o resultado muito saudado por uma das mais tradicionais escuderias da F1, seguramente 2015 é um ano que a McLaren quer esquecer.

alonso_uk1

Possibilidade de chuva agita equipes e pilotos no radio

Durante todo o final de semana em Silverstone, muito se falou da possibilidade de chuva no domingo, durante a realização da corrida. E essa possibilidade agitou equipes e pilotos pelo rádio, uma vez que a chuva poderia alterar e muito o curso da prova. Na volta 34, quando o STR de Carlos Sainz teve problemas, era visível que uma chuva de fraca intensidade já chegara a Silverstone, o que já levou logo em seguida a Ferrari de Kimi Raikkonen aos boxes para troca por pneus intermediários.

Chuva dá as caras e muda panorama da corrida

A chuva prometida aumentou de intensidade na volta 40, e Hamilton acertadamente antecipara a sua parada de box para trocar por pneus intermediários e retornar na terceira posição. Massa, Rosberg e Bottas por sua vez, optaram por dar mais uma volta na pista e foram superados por Hamilton, ainda antes de concluir a volta. Com a ida aos pits para colocar pneus intermediários, foi a vez de Nico Rosberg superar os carros da Williams, que já não mostravam o mesmo desempenho com pista seca no molhado.

Erros de estratégia da Williams foi o fator decisivo para ficar fora do pódio

Mais uma vez, uma deficiência que vem desde a temporada passada foi fator chave para o fracasso da Williams, o erro na estratégia de corrida. Após tomar a liderança da corrida ainda na largada a Williams parecia sem saber o que fazer para se manter a frente. Mesmo não caindo em um ‘blefe’ da Mercedes que ameaçou uma parada de boxes ainda antes da primeira bateria de boxes, a tradicional escuderia britânica, demorou a chamar seus pilotos para os pits e ainda realizou paradas de boxes um pouco mais lentas que a Mercedes, o que é crucial no momento de definir uma corrida tão equilibrada. Como resultado equivocado de suas escolhas, ainda viu seus dois carros serem superados por Vettel que até então não tinha muitas possibilidades de o pódio. Algo muito parecido aconteceu na Áustria na temporada passada quando Felipe Massa largara na pole position, mas em duas paradas ruins nos boxes tiraram não só as chances de Massa na ocasião, mas também o deixaram de fora do pódio.

williams_box_uk

Vettel dá o bote nas Williams e vai ao pódio

Ao melhor estilo ‘come quieto’ Sebastian Vettel que parecia até então ‘morto’ na corrida, também arriscou antecipar a sua parada de box, quando a chuva ainda não era intensa e deu o pulo do gato para conquistar a terceira posição, ficando a frente de Bottas e Massa que já não contavam com um bom ritmo de corrida em seus carros com a pista molhada. Um presente para a Ferrari, em um final de semana em que foram superados pela Williams em condição de pista seca.

Vettel_canada

Hamilton acerta na estratégia, supera Rosberg e vence em casa

Empurrado por cerca de 120mil fãs no autódromo de Silverstone, Lewis Hamilton sabia que uma vitoria em casa poderia lhe ajudar muito na busca pelo tricampeonato, ainda mais após o revés que sofrera na Áustria para Rosberg, onde Hamilton largara na pole, e foi superado por Nico ainda na largada. Pois neste domingo, a competência de ter o melhor carro somado o fato de ter tomado a decisão certa, no momento certo, foi que deu a deu mais uma vitória a Hamilton na temporada. Essa foi a quinta vitória de Lewis Hamilton na temporada, a 38ª na carreira do britânico, contra três de Rosberg no ano. Com o triunfo, Hamilton aumenta 7 pontos de vantagem para Nico na luta pelo campeonato, agora são 194 contra 177, pró Hamilton. A Fórmula 1, agora terá uma parada de três semanas, e retorna no Grande Premio da Hungria, no tradicional circuito de Hungaroring, em Budapeste.

hamilton_vence_uk1

 

 

Confira abaixo o resultado final do GP da Inglaterra:

resultado final_uk

 

Adicionar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *