GP da Áustria marca retorno da F1 para seqüência de corridas na Europa

Duas semanas após boa corrida no Canadá, a Fórmula 1 retorna para o continente europeu para dar seqüência a ‘parte européia’ no calendário da temporada atual. O GP da Áustria, oitava corrida da temporada é o palco da vez, em um circuito de muitas idas e vindas dentro do calendário da F1. De retrospecto discreto para os brasileiros, e que neste final de semana promete outro duelo entre Hamilton e Rosberg.

Mercedes deve manter domínio

Levando em conta o cenário atual da Fórmula 1, tudo leva a crer que neste final de semana, assim como tem sido os demais, desde a temporada passada a Mercedes deve manter sem maiores sustos a sua superioridade perante as equipes rivais. Salvo alguma surpresa, a equipe alemã não deverá ter maiores problemas para fazer mais uma dobradinha na temporada, restando saber se será com Rosberg ou Hamilton no lugar mais alto do pódio.

mercedes_bahrein

Ferrari ainda não desistiu de duelo com Mercedes

Mesmo ainda estando bem atrás dos carros da Mercedes, a Ferrari parece longe de jogar a toalha, no sentido de tentar andar mais perto dos carros da Mercedes. Ainda fazendo atualizações em seus carros, a equipe italiana ainda acredita que pode sim, andar mais perto a ponto de incomodar o time alemão, até então sem adversários. O pacote atualizações que vem desde o GP da Espanha, ainda dá esperanças de que a Ferrari ainda pode ser o carro que pode vir a duelar com a Mercedes na atual temporada.

Ferrari_2015

Rosberg tentará novamente reduzir vantagem de Hamilton

Amplamente dominado no GP do Canadá pelo seu companheiro de equipe, Nico Rosberg sabe que um bom resultado na Áustria pode colocar mais perto na disputa pela ponta do campeonato. Para isto, Nico sabe que terá de desempenhar um bom papel já nos treinos de sexta-feira, a fim de tentar mostras ‘armas’ para Hamilton numa disputa que promete ser intensa ao longo do final de semana.

MERCEDES_F1

Williams mostra evolução do Canadá e espera repetir boa performance na Áustria

Com uma boa evolução em seus carros que ficara evidente com o pódio obtido por Valteri Bottas no Canadá, a Williams chega a Spielberg confiante em obter um bom resultado, em uma pista onde as longas retas, favorecem a potencia do motor Mercedes, um trunfo para a equipe inglesa. Detentora da pole position no circuito austríaco no ano passado, a Williams espera repetir o bom desempenho de 2014 na Áustria a fim de quem sabe subir novamente ao pódio no domingo, algo que é bem possível de acontecer.

williams_bahrein

Pole na Áustria em 2014, Felipe Massa também espera melhor sorte neste final de semana

Prejudicado por uma classificação ruim no Canadá, mas recompensada por uma bela corrida, Felipe Massa sabe que na Áustria ele terá as condições um pouco semelhantes com as que tiveram no Canadá, uma vez que ambos os circuitos favorecem a Williams no quesito onde ela pode colocar a prova uma das qualidades de seu carro, que é a potencia do motor Mercedes. Sendo assim, é possível esperar um bom final de semana de Massa, e com uma dose de sorte, ele pode brigar pelo pódio no domingo.

MASSA_POLEAUSTRIA2014

Circuito de Spielberg na Áustria é um dos mais rápidos da temporada

Conhecida por ser uma pista rápida e retas extensas, o traçado de Spielberg chama atenção também pelas variações visíveis na elevação durante uma volta, com subidas e descidas ao longo dos 4.326km do circuito. Onde a volta que deu a pole position para o brasileiro Felipe Massa em 2014, foi anotada com o tempo de 1min 08seg 759. Nessa mesma toada, a corrida no domingo também deve ser uma das mais rápidas da temporada. Em 2014, foram completadas as 71 voltas da corrida em 1h 27min 54s 976, vencida por Nico Rosberg.

circuito_austria

Áustria registra ao longo de sua história uma vitória brasileira

Ao longo de muitos anos, o GP da Áustria teve muitas idas e vindas dentro do calendário da Fórmula 1. Inicialmente o GP Austríaco era disputado no traçado de Österreichring que recebeu a categoria entre 1970 e 1987. Em 1972, então guindo a lendária Lotus’72, Emerson Fittipaldi conseguiu até hoje a única vitória brasileira na Áustria, feito que nem os tricampeões mundiais Nelson Piquet e Ayrton Senna obtiveram em suas vitoriosas carreiras na F-1. Após isso, e com as mudanças realizadas ao longo dos últimos anos, o GP da Áustria, ainda ocorreu entre 1997 e 2003, após uma reforma de 2 anos onde o tamanho da pista fora reduzido por questões de segurança. Ainda assim, o publico da Áustria ainda ficou mais 9 anos sem o GP, por conta de questões políticas e estruturais, que impediram o país de sediar a prova, retornando em 2014, agora batizado de ‘Red Bull Ring’ sendo no momento o circuito como a ‘casa’ da equipe RBR.

emerson_austria

GP da Áustria também registrou momento negativo para o automobilismo brasileiro

Entre muitos fatos já ocorridos na Áustria ao longo dos anos em que a corrida fora disputada em Österreichring, em 1975 a morte trágica do piloto norte-americano Mark Donohue. Mas foi em 2002, já no novo traçado, na época batizado de ‘A1 Ring’, um fato negativo, em especial para os brasileiros, aconteceu um dos momentos de maior constrangimento para a equipe de maior tradição na F1 atual, a Ferrari.

Era o domingo de corrida, onde o piloto brasileiro Rubens Barrichello até então guiando pela equipe Ferrari, vinha em corrida perfeita, sem ser ameaçado em nenhum momento pelo seu companheiro de equipe, o alemão Michael Schumacher, onde a duas voltas do final Rubens recebera pelo rádio a ordem vinda da equipe Ferrari, de que deveria ceder a vitória para Schumacher, sob a alegação de que o alemão teria mais chances de disputar o titulo. O fato que acabou ficando como uma marca negativa na história da Ferrari, e rende até hoje bons virais na internet, com a clássica narração do jornalista de Rede Globo, Cléber Machado, com o famoso “Hoje não, hoje não… Hoje sim”.

Corrida será em horário tradicional para o publico brasileiro

No domingo, a corrida acontece no horário mais do que conhecido para os fãs brasileiros da Fórmula 1, às 9 da manhã pelo horário de Brasília. O treino classificatório acontece no sábado no mesmo horário, mas já nesta sexta, os carros já entram na pista para os treinos livres. A corrida será disputada em 71 voltas, e aqui no ‘Volta Final’ ao longo do final de semana vamos acompanhar o que de melhor acontecer no oitavo desafio da temporada de 2015 da Fórmula 1.

largada_austria_2014

Adicionar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *